Apresentação

O Curso de História tem seu perfil voltado para a História da Amazônia e do Amapá. No que se refere à habilitação de Bacharelado, a formação inicial do pesquisador da área de História contempla uma necessidade cada vez mais significativa na formação de profissionais que vinculam atividades de ensino e saber histórico, ou seja, a simetria entre investigação e ensino. Sendo assim, entende-se que o Bacharelado propicia não apenas a instrumentalização para a atualização do conhecimento histórico, mas permite, também, a opção pela profissão de pesquisador, abrindo o caminho para uma carreira acadêmica.

Desse modo, é necessário que existam ações direcionadas para o desenvolvimento de uma postura interdisciplinar. Compartilhar saberes é um elemento essencial e necessário para a constituição de um campo específico de produção de conhecimento e atuação do pesquisador. Para exemplificar, podem-se citar algumas áreas de crescente atuação tais como: institutos de pesquisas que não desenvolvem atividades de ensino; pesquisas ligadas às questões vinculadas ao patrimônio artístico e cultural; à cultura material (artefatos arqueológicos, museus…) ou a serviço dos meios de comunicação de massa; assessorias culturais e políticas; gestão de banco de dados; organização de arquivos e documentos pessoais ou outras áreas ligadas à preservação de informações. A dessas áreas de atuação do pesquisador corresponde uma outra, no que se refere às linguagens, cujo uso pelos profissionais formados em História tornou-se comum. Se a forma discursiva continua sendo o meio mais usual de expressão entre os historiadores, o domínio de técnicas de análise semântica ou semiótica aplicada às diferentes linguagens (textual, iconográfica, audiovisual etc.) a possibilidade de elaborar vídeos e CD-ROMs ao lado de textos tradicionais, em certos casos o manejo de estatística e de simulações complexas utilizando o computador, tornaram-se corriqueiras.A proposta é de possibilitar aos alunos do curso, nas disciplinas de Tópicos Temáticos, Estágio Supervisionado em Pesquisa Histórica  e nas Linhas de Pesquisa, o lócus e as discussões necessárias para a visualização do cotidiano da pesquisa e para vivenciar experiências de pesquisa em campo, que só a teorização não permitiria.

A proposta do Curso de História para a formação de pesquisadores deve, portanto, ser contemplada de modo a garantir: a produção de conhecimento que favoreça a construção e reconstrução dos procedimentos necessários para promover e acompanhar o processo de desenvolvimento. No que se refere à habilitação de Bacharelado, a formação inicial do pesquisador da área de História contempla uma necessidade cada vez mais significativa na formação de profissionais que vinculam atividades de ensino e saber histórico, ou seja, a simetria entre investigação e ensino. Sendo assim, entende-se que o Bacharelado propicia não apenas a instrumentalização para a atualização do conhecimento histórico mas permite, também, a opção pela profissão de pesquisador, abrindo o caminho para uma carreira acadêmica. O Curso concebe duas graduações distintas: Licenciatura e Bacharelado.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*