0

Atividades da Licenciatura Intercultural Indígena

Na última semana do mês, a Turma de 2013 do curso de Licenciatura Intercultural Indígena visitou o Fórum da Justiça Estadual de Oiapoque. Coordenados pelo Professor Newton Cruz(Direito/CamBinacional), os acadêmicos foram recebidos pelo Juiz de Direito e Diretor do Fórum Dr. Diego Moura de Araújo, que explicou a dinâmica de funcionamento do Fórum e como se dá o acesso a justiça por indivíduos e comunidades indígenas. Já a turma 2011.3 realizou junto ao Professor Nycolas Albuquerque(Artes/Marco Zero), trabalho de campo na aldeia Santa Izabel. Alburquerque enfatizou na disciplina Arte Cultura e Sociedade a importância da manutenção cultural das expressões artísticas da comunidade através dos grafismos.

0

Oficina de Integração ICMBio/UNIFAP

Encerrada agora há pouco a I Oficina de Integração ICMBio/Unifap, que objetivou apresentar o Parque Nacional do Cabo Orange a professores e alunos do Campus Binacional. Ivan Machado, biólogo do parque, deu abertura aos trabalhos apresentando o zoneamento e identificando as pesquisas já realizadas no entorno. Docentes do Campus e acadêmicos da Licenciatura Intercultural Indígena apontaram suas áreas de interesse para pesquisa, base para o planejamento de futuras visitas técnicas.


0

Retomadas as aulas vivenciais da Licenciatura Intercultural Indígena

No decorrer desta semana, docentes e discentes do curso de Licenciatura Intercultural Indígena retomaram a dinâmica de aulas vivenciais nas aldeias do Manga e Kuahi. Nas imagens em anexo constam os trabalhos de campo coordenados pelos professores Hilton Jeferson de Aguiar(C.Biológicas/CamBinacional), com a disciplina Projetos Econômicos em Terras Indígenas; e Lylian Caroline Rodrigues(Jornalismo/Marco Zero), que trabalhou Dialogias e Construção Social das Linguagens.


0

Divulgação de Processo Seletivo do Binacional na Base Militar

Nesta quinta-feira, 24/01, servidores do Campus Binacional realizaram uma visita na Colônia Militar de Clevelândia do Norte. A instalação abriga um efetivo aproximado de 250 soldados e ao atender a equipe da UNIFAP, preparava-se para receber mais 100. Fundada originalmente como colônia agrícola, Clevelândia foi transformada em base militar a fim de resguardar a fronteira norte da amazônia oriental. Como um grande percentual do efetivo de soldados aquartelados ali manifestou interesse em participar do processo seletivo para os novos cursos, a visita se fez necessária para esclarecer as dúvidas dos militares com respeito ao funcionamento e duração dos cursos de graduação.

 

 

0

Reunião com Reitor da Unifap no Campus Binacional

Realizada nesta terça,  21 de Janeiro,  no auditório do Campus Binacional, reunião com o Reitor, equipe de Pró-reitores e servidores da unidade. A reunião objetivou apresentar e discutir as diretrizes orçamentárias da Universidade para 2014. O Reitor Tavares aproveitou o ensejo para socializar as tratativas de sua última incursão na Esplanada dos Ministérios, onde o projetado Centro Franco Brasileiro de Pesquisa em Biodiversidade Amazônica voltou à pauta.


0

Trabalhos de divulgação do Processo Seletivo 2014.1 no interior do estado

Capitaneados pelo professor do colegiado de Enfermagem Arnaldo Ballarini, servidores do Campus Binacional empreenderam no decorrer desta semana mais uma série de visitas a órgãos públicos e midiáticos de diversos municípios no norte do estado. A meta é atingir 2.000 inscrições no processo seletivo 2014.1. Dos últimos municípios visitados constam Calçoene, Amapá, Tartarugalzinho, Ferreira Gomes e Porto Grande. Em pelo menos quatro municípios, as respectivas secretarias de educação comprometeram-se com a disponibilidade de uma equipe técnica para auxiliar nas inscrições via internet.

0

Concluído primeiro relatório de mapeamento da área do Center-Bio

Em anexo, esboço dos primeiros trabalhos de planimetria de conferência da área rural da Unifap no Oiapoque, a partir da utilização de Sistema de Posicionamento Global. O trabalho da equipe coordenada pelo geógrafo Alexandre Rauber constatou a existência de atividade antropica e possível invasão do perímetro da área. Os relatórios foram encaminhados a prefeitura e a procuradoria jurídica da universidade para as necessárias providências.