0

Reunião da nova gestão do Campus Binacional com docentes, técnicos e representantes de turmas.

Docentes, Técnicos administrativos e representantes de turmas se reuniram nesta manhã (29-04-2015) ás 09:00 hs na sala 5 do Campus Binacional, Conforme memo. Circ. nº 026/2015,  com o Diretor Geral do Campus Binacional Eduardo Margarit Alfena do Carmo, onde o diretor expôs, as necessidades que o Campus vem passando e, quais são as principais prioridades, que serão feitas de imediato para o melhoramento do serviço ao atendimento público. O diretor Eduardo Margarit ressaltou a importância dos servidores neste processo de reestruturação administrativa do Campus Binacional e, pediu que todos se empenhassem ao máximo possível em suas respectivas funções administrativas.

20150429_105448[1] 20150429_104133[1] 20150429_104124[1] 20150429_104217[1]

0

Convite e informe

          O Diretor Geral do Campus Binacional Eduardo Margarit Alfena do Carmo, tem a honra de convidar a todos os servidores (técnicos e docentes) e, os representantes de turmas do Campus Binacional para participarem de uma reunião que ocorrerá no dia 29 de abril de 2015 (quarta feira) às 9:00 hs, com o objetivo de apresentar a nova gestão. A mesma será realizada na sala de Pedagogia (Sala 5). Memo. Circ. nº 026/2015 – CAMPUS BINACIONAL/UNIFAP

           Considerando o período de reorganização estrutural deste Campus, informamos que, excepcionalmente dia 30 de abril de 2015 (quinta feira), o expediente neste Campus será apenas interno. E informamos que caso algum servidor tiver necessidade de acessar a internet, o laboratório de informática estará disponível. Memo. Circ. nº 027/2015 – CAMPUS BINACIONAL/UNIFAP

 Atenciosamente,

Eduardo Margarit Alfena do Carmo

Diretor Geral do Campus Binacional

0

DISCURSO DA POSSE À DIREÇÃO DO CAMPUS BINACIONAL

          Gostaria primeiramente de parabenizar a equipe que se dedicou a organizar esta bela cerimonia e agradecer a todos os presentes aqui hoje por estarem prestigiando este momento inédito na história do Campus Binacional.

            Há exatamente 18 meses e 18 dias atrás eu estava aqui no Campus Binacional pela primeira vez. Na ocasião, também em uma cerimonia de posse, junto com outros colegas professores, eu refletia sobre o quanto eu havia chegado longe. Não estou me referindo a distancia, apesar desta também ser considerável. Me refiro à minha carreira, afinal, não se passaram muitos anos desde quando comecei a trilhar este caminho como profissional da educação, e, certamente, estar ingressando como professor de uma universidade federal era para mim motivo de muito orgulho e a certeza de ter alcançado, ainda jovem, o auge de minha carreira como professor.

            Hoje observo que estava enganado. Vejo que posso ir muito além, e se tornar Diretor do Campus Binacional é, sem dúvida, um grande salto profissional e motivo de muito orgulho. Entretanto, assumo este posto sem grande preocupação com meu currículo, afinal, há muito mais com o que se preocupar aqui.

            Confesso que quando cheguei em Oiapoque me decepcionei um pouco. Não com a cidade, com a qual me identifico e me sinto muito bem em residir aqui, apesar de seus problemas urbanos. Fiquei um pouco frustrado foi com o campus. Afinal, por se tratar de uma instituição de ensino superior, cujo nome Campus Binacional, no mínimo gera uma expectativa de encontrar uma grande instalação, com grande número de funcionários, laboratórios, etc.

            Mas não precisou de muito tempo para que esta pequena frustação desse lugar a uma grande expectativa. A começar pelos colegas professores que ingressaram junto comigo. Todos com muitos planos, projetos e engajados no projeto de universidade que aqui estava surgindo. Em seguida com os técnicos que com muito carinho e dedicação nos receberam. Neste sentido, sempre tive muita admiração pelo trabalho que o Paulo Roberto fazia. Apesar das inúmeras dificuldades, o Paulo foi um incansável defensor deste campus, e contagiou muitos com seu otimismo e perseverança.

Admito que passamos por muitas dificuldades profissionais e pessoais aqui, mas a cada dia que passava eu tinha mais certeza de que teríamos muito trabalho a desenvolver e que todo esforço renderia muitas conquistas. Tudo isso se confirmou quando recebemos nossos primeiros alunos. Foi quando pude realmente perceber o quanto importante era nosso trabalho e como poderíamos mudar a vida de muitas pessoas deste município.

            Foi com este pensamento que atuei até então na Coordenação do Curso de Licenciatura em Geografia. Tudo o que fiz, fiz pelas pessoas que estavam aqui. O currículo sempre foi consequência do trabalho desenvolvido. Como professor e coordenador de curso meus esforços sempre foram no sentido de fazer o máximo pelos alunos que aqui estão e acreditam em nosso trabalho.

Na direção do Campus Binacional não será diferente. Irei trabalhar para, em primeiro lugar, garantir aos alunos deste campus o melhor ensino que eles possam ter. Para isso, é claro, precisarei de todos, professores, técnicos, a administração superior da UNIFAP e também dos próprios alunos.

Precisamos construir juntos o Campus Binacional. Foi por isso, que nas últimas semanas, realizei reuniões, fóruns temáticos, encontros com as turmas e visitas à reitoria, para compreender melhor a atual situação do Campus Binacional, os anseios da comunidade acadêmica e as possibilidades para a nova gestão.

Com tudo isso, quero garantir que não serei apenas o Diretor do Campus Binacional. Quero ser o representante de alunos, técnicos e professores. Tudo o que farei a frente da direção do campus é reflexo do que a comunidade acadêmica deseja. É claro que posso não agradar a todos, mas confio plenamente que com diálogo e profissionalismo estarei realizando o que é melhor para a instituição.

É por isso, que adotarei três princípios básicos para a nova gestão: Trabalhar pela consolidação do Campus Binacional; Prezar pela legalidade de todos os atos administrativos; e Estabelecer canais permanentes de diálogo.

A nossa gestão prestará auxilio aos colegiados para que estruturem seus cursos de forma adequada a uma boa avaliação do MEC, garantindo, assim, a consolidação dos 7 novos cursos. Para tanto, garantiremos o desenvolvimento constante da infraestrutura do Campus, através do acompanhamento intensivo dos processos licitatórios, e empregando os recursos necessários para garantir o bom funcionamento de todos os cursos.

A construção de novas edificações, a implantação de laboratórios, telefonia e melhoria no serviço de internet e na Biblioteca serão prioridades. O foco no aumento da oferta de assistência estudantil e melhoria das condições do Campus serão formas de atrair estudantes e garantir sua permanência.

A fim de garantir a segurança jurídica da instituição e a normatização do Campus, a Nova Administração trabalhará para acabar definitivamente com o vácuo regimental em que o Campus Binacional encontra-se dentro da UNIFAP, além de prezar pela legalidade de todos os atos praticados pela administração do Campus e seus Cursos, atuando através da capacitação de docentes e técnicos.

A nossa gestão propõe o estabelecimento de canais permanentes de dialogo com docentes, discentes e técnicos, garantindo a democracia através de espaços deliberativos, sobre as questões que envolvem o Campus Binacional. Para tanto, será implantado o Conselho do Campus, a assessoria de comunicação, realizadas reuniões periódicas com cada curso e setor administrativo, para entender as demandas específicas de cada um deles e garantir a transparência em todos os atos praticados pela direção. Nossa gestão estará fundada no princípio do diálogo permanente, por entender ser esta a única forma de fortalecer o Campus Binacional e unir todos os que aqui estão.

Por fim, gostaria de dar destaque ao Curso de Licenciatura Intercultural Indígena. Apesar de estar plenamente consolidado, este curso vem enfrentando diversos problemas todo semestre. A Nova Administração irá realizar todo o planejamento do Campus Binacional dando prioridade ao Curso de Licenciatura Intercultural Indígena, devido à sua magnitude e relevância para a comunidade, fortalecendo este curso e integrando suas atividades com os 7 novos cursos.

Portanto, gostaria desde já deixar um convite à todos os representantes de turma, coordenadores e técnicos para uma reunião à ser realizada no próximo dia 29 (quarta-feira) às 9 horas nesta mesma sala, onde apresentarei um plano de trabalho detalhado para a nova gestão. Plano este, construído a partir das demandas apresentadas por todos vocês e que espero muito poder contar com a colaboração de todos em sua execução.

Para terminar gostaria de dizer que estou me sentindo muito confortável ao iniciar este grande desafio, pois recebi amplo apoio da comunidade acadêmica. Agradeço a todos pelo apoio, pois se me restringisse a citar alguns nomes estaria certamente excluindo muitos outros do processo. Agradeço também à Magnífica Reitora pela confiança em mim depositada.

Estou seguro de que juntos poderemos dar uma nova imagem ao Campus Binacional e transformá-lo em referencia em educação superior no estado. Com isso, causaremos inúmeras transformações socioeconômicas na região e certamente a melhoria da qualidade de vida no município.

Temos 8 cursos de graduação para consolidar, mais de 800 alunos para formar e inúmeras vidas para mudar. Somente juntos, com muito compromisso e responsabilidade poderemos conseguir.

Eduardo Margarit

Oiapoque-AP. 27-04-2015

20150427_094917[1]  20150427_101352[1]  20150427_104413[1]  20150427_105505[1]

0

Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação investe no Campus Binacional

O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação(MCTI) através do Departamento de Popularização e Difusão da Ciência e Tecnologia prestigia a posse do Professor Eduardo Margarit Alfena do Carmo como novo Diretor do Campus Binacional da Universidade Federal do Amapá, com a doação de Livros Acadêmicos, Manuais e Materiais de Popularização da Ciência para compor o acervo da Biblioteca do Campus, que se encontra em processo de expansão.

O Professor Dinaldo Barbosa do Campus Binacional, que é um colaborador do MCTI e um histórico promotor da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia no Estado do Amapá, ressalta que a participação do MCTI no extremo norte do País (Oiapoque) é um avanço na popularização da ciência e atende a uma demanda reprimida da região.

Ainda, destaca que a parceria entre UNIFAP E MCTI está apenas começando, visto que, a UNIFAP será das IES no Estado a promotora e gestora da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia – SNCT, sob o Tema “Luz, ciência e vida”. Neste ano a coordenação do evento ficará sob a responsabilidade do Professor Drº Rubio Ferreira do colegiado de geografia do Campus Binacional, que além de uma grande experiência no Ensino e Extensão, possui credenciais como Pesquisador do CNPQ.

O Professor Dinaldo Barbosa, finaliza convidando toda a comunidade amapaense a se envolver nos eventos antecipativos da SNCT, bem como, propor a inclusão de projetos na área cultural, educacional, científica e social alusivos  a SNCT, como forma de fortalecer e inscrever a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia no calendário anual da comunidade amapaense.

21807_986262941386810_5761027284161852484_n      11165009_986263038053467_1266824597343660618_n      11188183_986263098053461_1312488758197778079_n

0

Inscrições para Vestibular Indígena /2015 abertas entre 01 e 15 de Maio

Conforme Edital 07/2015 DEPSEC/UNIFAP e Circular 01 da Comissão de Vestibular, os candidatos indígenas poderão realizar suas inscrições no Campus Binacional e no Campus Marco Zero á partir das 09:30 horas do dia 01 de Maio. Pedimos que atentem as mudanças propostas nos documentos em anexo:

CIRCULAR Nº 1

declaraçao pertencimento

edital 072015

0

Direção Geral do Campus Binacional visita Reitoria e apresenta relatório de gestão

20150422_175612[1]O Diretor Geral do Campus Binacional de Oiapoque, Paulo Roberto de Miranda, em visita à Reitora em exercício Adelma Barros, no último dia 22, apresentou em reunião juntamente com o Coordenador de Gestão Acadêmico-Pedagógica, Francisco Morais e o Coordenador de Gestão Administrativa e Financeira, Náriton Alberto, um relatório de sua gestão que termina no próximo dia 27; onde apontou a evolução do Campus Binacional nos últimos 02 anos e agradeceu a mesma pelo empenho em atender as demandas do campus. Também foram visitados outros setores importantes para o campus, dentre eles o setor de transportes que foi de importância vital  nesse processo de implantação, haja visto que muitos servidores desse setor enfrentaram muitas dificuldades para vencer os 560 km  da Rodovia 156, sendo 110 sem pavimentação e que em períodos de chuva se tornavam intrafegáveis, dificultando o trabalho de tais servidores, na ocasião o Diretor Geral Paulo Roberto agradeceu o empenho de todos e entregou pessoalmente uma portaria de elogio aos funcionários do setor. Paulo Roberto de Miranda da Silva foi nomeado em janeiro de 2013 para ser Diretor Geral do Campus Binacional e de lá pra cá vem fazendo um trabalho que visa a implantação e a consolidação do Campus Binacional. Inicialmente em 2013 o campus tinha apenas 4 servidores técnicos administrativos e um curso funcionando, o de Licenciatura Intercultural Indígena, que funcionava com professores vindos do Campus Marco Zero no período de férias.

Com a  a realização de um concurso público para docentes, chegaram os primeiros professores concursados em outubro de 2013 que posteriormente tiveram que trabalhar na implantação dos outros 07 cursos de graduação: Letras- Francês, Geografia – Licenciatura, História – Licenciatura, Licenciatura em Pedagogia, Ciências Biológicas – Licenciatura, Bacharelado em Direito e Enfermagem. Em março de 2014 houve a aula inaugural de tais cursos, sendo que atualmente temos 02  turmas de cada curso funcionando com a previsão da chegada da terceira em agosto de 2015 e o curso de Licenciatura Intercultural Indígena com 04 turmas no período de férias. Depois de 02 concursos para docentes e técnicos administrativos e vários processos seletivos para ingresso de estudantes, o campus conta hoje com cerca de 800 estudantes matriculados, 70 docentes e 38 técnicos administrativos.

Evento “Qualidade de Vida” no Campus Binacional

Servidores da UNIFAP – Campus Binacional de Oiapoque participam, do evento denominado “Qualidade de Vida – Binacional”, nos dias 23 e 24 de abril de 2015. A abertura da programação do Comitê de Qualidade de vida/Binacional foi servido um Café da manhã de apresentação do Comitê, na oportunidade foram homenageados os aniversariantes do mês de abril e, verificando a saúde do servidor foi feito a aferição da pressão arterial. Veja algumas das atividades realizada na programação “Qualidade de Vida – Binacional”, para os dois dias de evento:

Aula de ioga: Prof. Emerson Campos

Palestra: Competências e providencias da Pró-Reitoria de Gestão de pessoas

Aula de Dança: Prof. João

Momento: Resgate da Auto Estima – Prof. Emerson Campos

Atendimento ao servidores: Psicólogo; Nutricionista e, Quick massagem (massagem relaxante).

20150423_091357  20150423_090706  20150423_084330  20150423_083229

0

Eleição para Coordenador e Vice-coordenador do Curso de Licenciatura em Geografia

images 10

A comissão eleitoral constituída pela professora Maria Albuquerque, pela técnica Manoelle Silva e pelo discente Janes Martins, formada na reunião do Colegiado do Curso de Licenciatura em Geografia no dia 26 de novembro de 2014, lança o Edital para eleição de Coordenador e Vice-coordenador do Curso de Licenciatura em Geografia.

EDITAL DA ELEIÇÃO DA COORDENAÇÃO DE GEOGRAFIA

0

Equipe de transição da UNIFAP Campus Binacional, realiza planejamento

A equipe de transição para a nova direção do Campus Binacional realizou, na última sexta-feira (17/04), uma reunião de planejamento para a posse do novo diretor, o Prof. Eduardo Margarit, que ocorrerá no dia 27 de abril. Na reunião, foram discutidos os resultados das mais de 50 reuniões realizadas com professores, técnicos e alunos do Campus Binacional nas últimas semanas. O processo de transição teve início no dia 13 de março, quando, em visita ao campus, a magnífica reitora Eliane Superti fez o anúncio de que o Prof. Eduardo Margarit assumiria a direção do Campus Binacional até que ocorressem as eleições. A posse está marcada para o dia 27 de abril às 9 horas em cerimônia com a presença de pró-reitores e de toda a comunidade acadêmica.

20150417_143740     20150417_143759     20150417_143911