O Curso de Licenciatura em Artes Visuais tem como objetivo a formação integral de Profissionais do Ensino de Artes Visuais habilitados a atuar nas áreas de educação, produção/difusão, análise e crítica de arte como docentes e/ou pesquisadores e ainda:

  • – Formar profissionais do Ensino de Artes Visuais com consciência crítica sobre a cultura artística e suas relações com a história e a sociedade contemporânea;
  • – Preparar profissionais para atuarem como Profissionais no Ensino de Arte, orientando-os para que sejam capazes de apreciar, analisar e refletir criticamente sobre a arte como forma de conhecimento estético-artístico, bem como sua função educativa ;
  • – Capacitar profissionais para desenvolverem propostas/atividades artísticas, no âmbito formal e informal;
  • – Analisar criticamente a história do ensino de Artes Visuais, suas principais propostas e métodos;
  • – Conhecer e discutir os fundamentos da linguagem visual: apreciação, reflexão e produção e fornecer subsídios teórico-metodológicos para a compreensão das linguagens visuais ;
  • Formar o Profissional de Ensino de Arte como sujeito integrador e mediador crítico do processo ensino–aprendizagem, de modo a atuar na escola como estimulador da ação educativo-artística;
  • – Desenvolver o pensamento investigativo como permanente processo de pesquisa nas produções científicas, de ensino e artísticas;
  • – Analisar o processo de globalização cultural, econômico e social e suas conseqüências;
  • Desenvolver projetos transdisciplinares visando uma maior integração entre a academia e a comunidade;
  • – Ampliar as discussões acerca da educação para as relações étnico-raciais;
  • – Demonstrar a importância dos aportes teóricos e metodológicos na prática docente e de pesquisa, ressaltando a Indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão.

O curso de Licenciatura em Artes Visuais da UNIFAP forma profissionais habilitados ao ensino, à produção, à pesquisa e à crítica de Artes Visuais. A formação desses profissionais é voltada para o desenvolvimento da percepção, da reflexão e do potencial criativo, dentro da especialidade do pensamento visual. Ao longo do curso, desenvolveu habilidades e competências para ser pesquisador e docente na área, uma vez que possui formação nos conteúdos que compõem as Artes Visuais – experimentos expressivos, teorias de arte e formação didático-pedagógica para a prática docente. Além disso, tem condições teóricas-práticas de atuar como profissional em planejamento, consultoria, formação e assessoria, junto a empresas públicas ou privadas, organizações não governamentais, governamentais, espaços culturais, artísticos, museus, escolas e centro de atividade similares. Dentre as habilidades e competências que compõem o perfil desse egresso vale ressaltar:

  • – Domínio da bibliografia teórica e metodológica básica;
  • – Autonomia intelectual;
  • – Capacidade analítica;
  • – Competência na articulação entre teoria, pesquisa e prática artística;
  • – Compromisso sócio-cultural;
  • – Competência na utilização das novas tecnologias;
  • – Domínio dos conteúdos em Artes Visuais que são objeto de ensino e aprendizagem no ensino fundamental e médio;
  • – Domínio dos métodos e técnicas pedagógicas que permitam a transposição do conhecimento para os diferentes níveis de ensino.

A arte é simultaneamente uma atividade humana e uma esfera do conhecimento, de modo que a inter-relação entre habilitação ou formação profissional e a área do conhecimento, no caso das Arte Visuais, é intrínseca. A licenciatura fomenta as relações entre Arte e Educação, buscando a formação do professor de Artes Visuais, voltada para o ensino fundamental e médio. Espera-se ainda que, através da aquisição de conhecimentos específicos de metodologias de ensino na área, o licenciamento acione um processo multiplicador ao exercício da sensibilidade artística. O licenciado deve estar preparado para atuar no circuito da produção artística profissional e na formação qualificada de outros artistas, tem a possibilidade de atuar em áreas correlatas, onde se
requer conhecimentos técnico específicos. Dentre as competências e habilidades que o profissional graduado pelo Curso de Licenciatura em Artes Visuais temos:

  • – Capacidade de aplicação dos conhecimentos técnicos, métodos e ferramentas necessárias à execução satisfatória de atividades de práticas
    artísticas, pesquisa em arte e docência;
  • – Capacidade para trabalhar em equipes multidisciplinares de maneira ética
    e democrática, contribuindo para a construção e difusão do conhecimento
    científico, artístico e cultural;
  • – Capacidade de trabalhar o arcabouço teórico-metodológico das Artes Visuais na construção do saber artístico e científico e na prática docente;
  • – Questionar os limites dos métodos e paradigmas e buscar novos caminhos para o fazer artístico e científico e para a prática docente;
  • – Compreender suas próprias limitações intelectuais e superá-las via
    educação continuada.

O profissional graduado pelo Curso de Licenciatura Plena em Artes Visuais deverá ainda:

  • – Compreender e absorver valores de responsabilidade social, justiça e ética
    dentro de sua atuação profissional;
  • – Expressar-se em língua portuguesa, com clareza e dominar o vocabulário
    técnico específico da área de Artes Visuais;
  • – Apresentar espírito crítico e analítico, que o capacite a identificar fontes de mudanças, problemas potenciais e alternativas de solução inteligentes e
    adequadas à realidade da cultura artística e educativa;
  • – Ter visão geral, articulada e fundamentada da cultura artística da sociedade contemporânea, marcada pela globalização, e suas recentes
    transformações.

O tempo de conclusão do curso de Licenciatura em Artes Visuais em conformidade com a Resolução CNE/CP 2, DE 19 de fevereiro de 2002 será efetivado mediante a integralização de 3060 (três mil e sessenta) horas, nas quais a articulação teoria-prática garanta, nos termos dos seus projetos pedagógicos, as seguintes dimensões dos componentes comuns:

I – 420 (quatrocentas e vinte) horas de prática como componente curricular,
vivenciadas a partir do terceiro semestre do curso;
II – 420 (quatrocentas e vinte) horas de estágio curricular supervisionado a
partir do sétimo semestre do curso;
III – 2700 (duas mil e setecentas) horas de aulas para os conteúdos
curriculares de natureza científica-cultural;
IV – 210 (duzentas e dez) horas para outras formas de atividades
acadêmico-científico-culturais.
V – 120 (cento e vinte) horas para disciplinas optativas de caráter não
obrigatório.

A duração da carga horária prevista no Art. 1º da Resolução CNE/CP 2, DE 19 de fevereiro de 2002, obedecidos os  200(duzentos) dias letivos/ano dispostos na LDB, será integralizada em, no mínimo, 8 (oito) semestres – 4 (quatro) anos – e no máximo em 12 (doze) semestres – 6 (seis) anos.