0

NEPA – Núcleo de Estudos em Pesca e Aquicultura

LOGONEPA
Objetivos

1-Desenvolver pesquisas, de caráter interdisciplinar, que aprofundem o conhecimento sobre a biodiversidade dos ecossistemas nos quais há atividade pesqueira e de aquicultura no Amapá, bem como pesquisa sobre processos e tecnologias voltadas à pesca e aquicultura com viés agroecológico; 2-Desenvolver projetos, programas e curso de extensão universitária e em ATER para assessoramento técnico-científico que viabilizem o manejo participativo e adequado dos recursos pesqueiros nos seus aspectos ambientais, econômicos, sociais e culturais;

3- difundir tecnologias de aqüicultura e pesca e do beneficiamento, processamento e comercialização de pescado sob a perspectiva agroecológica;
4- Promoção de atividade de extensão, como promoção da saúde das comunidades envolvidas nas atividades de pesca e aquicultura; inclusão digital e alfabetização de jovens e adultos e outras atividades que possam criar condições de melhoria de vida das comunidades envolvidas;
5-Promover articulação com e entre as Colônias de Pescadores e demais entidades representativas do setor pesqueiro e da aquicultura, em nível estadual, para planejamento e registros de dados referentes à pesca e à aqüicultura, bem como possibilitar o intercâmbio com instituições nacionais e internacionais de interesse no setor;
6- Criar banco de dados sobre aquicultura e pesca das comunidades envolvidas, disponibilizando as informações produzidas para os órgãos governamentais e movimentos sociais a fim de subsidiar a elaboração e implementação de Políticas Públicas voltadas para o setor;
7-Promover e acompanhar acordos de pesca e aquicultura em áreas de conflitos no Amapá;
8-Formar profissionais de nível superior com especialidades em pesquisa e extensão em aquicultura e pesca, os quais poderão subsidiar atividades de ensino em nível de ensino básico, graduação e pós-graduação através de práticas pedagógicas, voltadas ao contexto do desenvolvimento agroecológico em aquicultura e pesca.
Linhas e Pesquisa:
1-Estudo da cadeia produtiva da pesca e aquicultura do estado do Amapá
2-Educação de Pescadores e Aquicultores
3-Estudo Antropológico das comunidades tradicionais de pescadores do Amapá
4-Estudos bioecológicos das principais espécies de peixes marinhos e dulcícolas de interesse do mercado e repovoamento dos estoques naturais do Amapá
5-Estudos da qualidade e controle da produção de pescado
6-Estudos sobre a saúde dos pescadores do Amapá
7-Gestão de Conflitos e Territorialidade da Pesca e Aquicultura no Estado do Amapá
Líder:
Julio Cesar Sá de Oliveira
Pesquisadores:
1-Aldo Aparecido Proietti Junior
2-Alexandro Cezar Florentino
3-Amanda Alves Fecury
4-Ana Cristina Araujo Bellini
5-Antonio Pinheiro Teles Junior
6-Claudio Alberto Gellis de Mattos Dias
7-Diego Santos Fagundes
8-Francineide Pereira da Silva Pena
9-José Caldeira Gemaque Neto
10-Luis Mauricio Abdon da Silva
11-Marcos Tavares Dias
12-Maria do Socorro dos Santos Oliveira
11-Maria Helena Mendonça de Araújo
13-Maria Nazaré do Nascimento Guimarães
14-Mauro Luis Ruffino
15-Paulo Henrique Matayoshi Calixto
16-Sérgio Sampaio Figueira
17-Wallace Silva do Nascimento
Técnicos:
1-Huann Carllo Gentil Vasconcelos
2-Seloniel Barroso dos Reis
3-Nara Maria Braga da Silva Chamblay
Colaboradores:
1- Santano dos Santos Ferreira

Repercussões dos trabalhos do grupo

1-Desenvolver pesquisas, de caráter interdisciplinar, que aprofundem o conhecimento sobre a biodiversidade dos ecossistemas nos quais há atividade pesqueira e de aquicultura no Amapá, bem como pesquisa sobre processos e tecnologias voltadas à pesca e aquicultura com viés agroecológico;

2-Desenvolver projetos, programas e cursos de extensão universitária e em ATER para assessoramento técnico-científico que viabilizem o manejo participativo e adequado dos recursos pesqueiros nos seus aspectos ambientais, econômicos, sociais e culturais;

3- difundir tecnologias de aqüicultura e pesca e do beneficiamento, processamento e comercialização de pescado sob a perspectiva agroecológica;

4- Promoção de atividade de extensão, como promoção da saúde das comunidades envolvidas nas atividades de pesca e aquicultura; inclusão digital e alfabetização de jovens e adultos e outras atividades que possam criar condições de melhoria de vida das comunidades envolvidas;

NEPA

5-Promover articulação coe entre as Colônias de Pescadores e demais entidades representativas do setor pesqueiro e da aquicultura, em nível estadual, para planejamento e registro de dados referentes à pesca e à aqüicultura, bem como possibilitar o intercâmbio com instituições nacionais e internacionais de interesse no setor;

6- Criar banco de dados sobre aquicultura e pesca das comunidades envolvidas, disponibilizando as informações produzidas para os órgãos governamentais e movimentos sociais a fim de subsidiar a elaboração e implementação de Políticas Públicas voltadas para o setor;

7-Promover e acompanhar acordos de

 pesca e aquicultura em áreas de conflitos no Amapá;

8-Formar profissionais de nível superior com especialidades em pesquisa e extensão em aquicultura e pesca, os quais poderão subsidiar atividades de ensino em nível de ensino básico, graduação e pós-graduação através de práticas pedagógicas, voltadas ao contexto do desenvolvimento agroecológico em aquicultura e pesca.

Mais infos:
dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/9424190682687961
0

Disciplinas Dependência (PARFOR)

DISCIPLINAS – DEPENDÊNCIA

Noite:

  • Geologia Básica (60h) – Prof. Marcelo – 30/06 a 09/07.
  • Biofísica (60h) – Profa. Raphaelle  – 30/06 a 09/07.
  • Física Geral (90h) – Prof. Nilson e Prof. Ederson – 30/06 a 12/07.
  • Biologia da Educação (60h) – Profa. Dayse – 30/06 a 09/07.
  • Psicologia da Educação (60h) – Profa. Ivanete do Socorro Pinheiro – 10/07 a 19/07.
  • Oceanografia e Limnologia (60h) – Prof. Huann – 14/07 a 22/07.
  • Metodologia Cientifica (60h) – Prof. Alexandre – 16/07 a 25/07.
  • Bioquímica II (60h) – Profa. Mayara – 21/07 a 30/08.
  • Embriologia Comparada (60h) – Profa. Raphaelle – 21/07 a 30/07.
  • Química Orgânica (90h) – Prof. Breno – 21/07 a 02/08.
  • Estrutura e Funcionamento do Ensino (90h) – Prof. Ademilson  – 23/07 a 02/08.

 

Manhã e Tarde:

  • Botânica I (90h) – Profa. Cristiane – 30/06 a 05/07.
  • Botânica II (90h) – Profa. Wegliane – 07/07 a 12/07.
  • Fisiologia (90h) – Profa. Maria Izabel – 14/07 a 19/07.
0

CONVITE

Convidamos a toda comunidade acadêmica para participarem da prévia de TCC’s que acontecerá no dia 20.02 às 15h, no bloco do curso de Ciências Biológicas, na turma de 2010.

LISTA DOS ACADÊMICOS QUE APRESENTARÃO A PRÉVIA DO TCC

1 – Afonso Bruno Sousa da Fonseca (201020009): As Dificuldades na Aprendizagem e Preferência pelos conteúdos de Biologia dos Alunos da Escola Estadual Everaldo da Silva Vasconcelos Júnior – Santana-AP.

2 – Claudete de Melo Cruz (201020002):  A Percepção dos Alunos do Ensino fundamental quanto a Influência Hormonal no Desenvolvimento Puberal dos Adolescentes da Escola Estadual Rodoval Borges e Silva de Santana-AP.

3 – Daniel Sales Sousa Valentim (201020013): As Coleções Biológicas de anfíbios no Ensino de Ciências em Escolas da Rede Estadual do Município de Macapá-AP.

4 – Erique da Costa Fonseca (201020005): O Método Experimental no Processo de Ensino e Aprendizagem.

 

0

Decifrando a Biodiversidade: Estratégias Didático-Pedadógicas para o Ensino de Ciências e Biologia a partir do Plano de Manejo do Parque Nacional Montanhas do Tumucumaque

A Universidade Federal do Amapá através do Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica – PARFOR promove o Projeto de Extensão “Decifrando A Biodiversidade: Estratégias didático-pedadógicas para o ensino de ciências e biologia a partir do Plano de Manejo do Parque Nacional Montanhas do Tumucumaque”, sob a coordenação da Profa. MSc. Cristiane R. Menezes. Trata-se de um projeto que envolve as seguintes instituições: Secretarias Municipais de Educação, Secretaria Estadual de Educação, PARNA Montanhas do Tumucumaque, WWF-Brasil e ECOcentroIPEC.

Visando a ampliação dos conhecimentos a respeito das espécies regionais, foram produzidas estratégias didático-pedagógicas a partir do Plano de manejo do Parque Nacional Montanhas do Tumucumaque (PNMT) para a instrumentalização do ensino, tal ação visa compatibilizar as estratégias de conservação com a produção científica e uso público no PNMT.

Nos dias 21 e 22.02 serão realizadas oficinas em que os professores/estudantes do PARFOR e atuantes nos municípios de Laranjal do Jari, Pedra Branca do Amapari, Serra do Navio, Calçoene e Oiapoque, farão um treinamento desenvolvendo estratégias didático-pedadógicas a partir do material construído: jogo de memória, dominó em libras, quebra-cabeça, almanaque, guia de campo de fauna e flora, cartaz de fauna e flora. A elaboração dos materiais foi concebida a partir da ocorrência de espécies no parque, levando em consideração a fácil visibilidade de suas estruturas morfológicas, sua importância médica, econômica, ecológica e social na região. As espécies selecionadas se enquadram no contexto dos conteúdos pertinentes a uma abordagem interdisciplinar, a fácil intervenção do professor ao utilizar o material, de acordo com as competências a serem desenvolvidas na Educação Básica proposta pelos Parâmetros Curriculares Nacionais.

 

0

II EXPOPARFOR DE CIÊNCIAS BIOLOGICAS

A II Exposição de Trabalhos do Estágio Supervisionado do Curso de Ciências Biológicas / PARFOR foi realizada nos dias 08, 09 e 10 de janeiro no Centro Integrado de Pesquisa e Pós-graduação (CIPP), foram expostos cerca de 60 pôsteres de atividades dos discentes desenvolvidas em escolas do Estado.
Esta edição foi coordenada pelas docentes Cristiane Rodrigues Menezes e Dayse Maria da Cunha Sá, com a participação de mais de 100 acadêmicos do curso. Podemos destacar que os melhores trabalhos e portfólios foram premiados.

Melhor Pôster:
• Turma A: GRAVIDEZ PRECOCE E SEXUALIDADE TEMÁTICA ABORDADA NO ENSINO MÉDIO NA ESCOLA ESTADUAL JOSÉ RIBAMAR PESTANA- MUNICÍPIO DE SANTANA- AP, foi apresentado pelas autoras Cintia de Araujo Dutra e Ediana Freitas da Silva.
• Turma B: ENSINO DE BIOLOGIA NO ENSINO MÉDIO – CITOLOGIA E ECOLOGIA – DESENVOLVIDO NA ESCOLA ESTADUAL PROF.ª IZANETE VICTOR DOS SANTOS, MUNICÍPIO DE SANTANA-AP, foi apresentado pelos autores Vandson da Silva da Ponte e Yassara Barbosa Dias.
• Turma C: PROJETO : REINO PLANTAE – PEQUENAS AÇÕES QUE PODEM MELHORAR O MUNDO TRABALHANDO A HORTA ESCOLAR E A RECICLAGEM NA ESCOLA ESTADUAL ESTHER DA SILVA VIRGOLINO, MACAPÁ-AP, foi apresentado pelos autores Eniraldo Maciel de Oliveira, Jucileide Abreu dos Santos, Patricia Ayres Cardoso, Zeneide Vilhena Lobo e Zenilda Vilhena da Costa.
• Turma D: SAÚDE E QUALIDADE DE VIDA NA ESCOLA, MACAPÁ-AP, foi apresentado pela autora Marla Myrian Prata de Souza.

Melhor Portfólio:
• Turma A: Socorro Maria de Souza Figueiredo.
• Turma B: Lindaci Viana, Marilene Vilhena e Wanda Souza.
• Turma C: Anderson da Silva Sampaio, Arlindo de Mendonça Silva, Ioneide Pantoja Canela e Lisiane Santos das Neves.
• Turma D: Marla Myrian Prata de Souza.

0

Projeto de extensão “decifrando a Biodiversidade: estratégias didático-pedagógicas para o ensino de ciências e biologia a partir do plano de manejo do Parque Nacional Montanhas do Tumucumaque

A carência de recursos didáticos para o ensino de Ciências e Biologia especificamente de estudos a cerca das espécies regionais no ensino em escolas públicas constitui-se num obstáculo a melhoria da Educação. Visando a ampliação dos conhecimentos a respeito das espécies regionais, objetivo proposto nesta pesquisa foi produzir estratégias didático-pedagógicas a partir do Plano de manejo do Parque Nacional Montanhas do Tumucumaque (PNMT) para a instrumentalização do ensino, tal ação visa compatibilizar as estratégias de conservação com a produção científica e uso público no PNMT. A pesquisa foi iniciada através de levantamento bibliográfico em relação aos temas de conservação e preservação da Biodiversidade do PNMT e o ensino de Ciências e Biologia, resultando na configuração de materiais pedagógicos que atendessem as necessidades educacionais do ensino identificadas no estudo. Foram então propostos os seguintes produtos: jogo de memória, dominó em libras, roleta, caça-palavras, quebra-cabeça, guia de campo de fauna e de flora, cartaz de fauna e flora. A elaboração dos materiais foi concebida após a definição das espécies selecionadas, levando em consideração a fácil visibilidade de suas estruturas morfológicas, sua importância econômica, ecológica e social na região. Na indicação das espécies procuramos aquelas que se enquadrassem no contexto dos conteúdos pertinentes a uma abordagem interdisciplinar. Preocupamo-nos, sobretudo, em adequar a seleção das espécies de modo que facilite o conhecimento dos alunos e a fácil intervenção do professor ao utilizar o material, de acordo com as competências a serem desenvolvidas na Educação Básica proposta pelos Parâmetros Curriculares Nacionais. Os materiais a serem produzidos devem ter como base a confecção de pranchas ilustrativas destas espécies, e para tais materiais recomenda-se serem confeccionados em papel reciclado, com caixa reciclada, e madeira de refugo, além de possuírem linguagem adequada devem ter uso em diferentes níveis educacionais e com anexos para Educação Especial. Para desenvolver estes métodos didáticos o professor necessita de uma maior estrutura e iniciativa para executá-los, é preciso criar, fornecer e desenvolver aulas práticas em diversos temas não restritivos, mas sim utilizando a realidade da região para por em prática os conteúdos de sala de aula, visando assim mostrar no cotidiano do aluno o que é discutido em sala de aula.

Público envolvido no projeto: Alunos de C. Biológicas /PARFOR dos Município de Oiapoque, Calçoene, Serra do Navio, Pedra Branca do Amapari, e Laranjal do Jari, e 15 monitores de C. Biologicas Campus Marco Zero.

Instituições envolvidas: Secretarias Municipais de Educação, Secretaria Estadual de Educação, Coordenação de Ciências Biológicas /PARFOR, PARNA Montanhas do Tumucumaque, WWF-Brasil e ECOcentroIPEC.

Período de realização: 2013 a 2014.

0

Projeto Feira de Ciências

O Projeto Feira de Ciências com o tema: “Água: Desafios da Sociedade”, convida todos os acadêmicos para participarem de exibição de projetos construídos por alunos de escolas de Macapá com a ajuda de acadêmicos do curso de biologia da UNIFAP.

Local: Laboratório de Didática (Bloco de Biologia)

Data: 6 de dezembro de 2013

Horário: 9h às 11h30

Carga Horária: 2h (inscrição na hora)

Grátis