LABLIMNO

LogoLabilimnoO Laboratório de Limnologia e Ictiologia (LABLIMNO) está vinculado ao Curso de Ciências Biológicas da Universidade Federal do Amapá (UNIFAP) e conta com um Professor Mestre (responsável pelo Laboratório), Júlio César Sá de Oliveira, que atualmente está cursando o Doutorado, um Biólogo (formado pela própria Instituição), Huann Carllo Gentil Vasconcelos (responsável interinamente pelo Laboratório) e mais 9 estagiários.

O LABLIMNO desenvolve trabalhos, além da parte educacional referente a graduação em Ciências Biológicas, voltados para os ecossistemas aquáticos, principalmente continentais, como Bioecologia de Peixes, Caracterização de Plâncton, Bioecologia de Crustáceos, Análise da Qualidade de Água, etc. O LABLIMNO executa trabalhos também em Unidades de Conservação, como a Área de Proteção Ambiental do Rio Curiáu, entre outras.

Hoje, o Laboratório de Limnologia e Ictiologia da UNIFAP já tem um número considerável de publicações, o que pode ser constatado no Currículo Lattes dos pesquisadores do Laboratório e até mesmo dos estagiários, os quais, já participaram de diversos encontros e congressos, nacionais e internacionais.

Enfim, O LABLIMNO tem como objetivo básico o desenvolvimento de estudos que possam contribuir de maneira determinante para a preservação e conservação dos recursos naturais do Amapá.

Estes são alguns dos projetos de pesquisa executados pelo Laboratório de Limnologia e Ictiologia – UNIFAP, sob a orientação do Professor MSc. Júlio Cesar Sá de Oliveira:

  • Análise da Comunidade Fitoplanctônica e Zooplanctônica da Área de Proteção Ambiental da Lagoa dos Índios, Macapá-AP.
  • Bioecologia da Cachorra, Acestrorhyncus falcatus, Menezes, 1969, e da Bicuda, Acestrorhyncus lacustris, Lütken, 1874 (OSTEICHITHYES, CARACIFORME, ACESTRORYNCHIDAE) da Área de Proteção Ambiental do Rio Curiaú, Macapá-AP.
  • Bioecologia da Piranha Preta, Serrasalmus rhombeus, Linnaeus, 1766, da Área de Proteção Ambiental do Rio Curiaú, Macapá-AP (em andamento).
  • Bioecologia do Poraquê, Electrophorus electricus, Linnaeus, 1766, da Área de Proteção Amiental (APA) do Rio Curiaú, Macapá-AP.
  • Bioecologia do Camarão Pitú, Macrobrachium carcinus, (CRUSTACEA, DECAPODA, PALAEMONIDAE) do Estuário Norte do Rio Amazonas, Macapá-AP.
  • Bioecologia do Tamuatá, Megalechis personata, Ranzani, 1841 (OSTEICHITHYES, SILURIFORME, CALLICHTHYIDAE) da Área de Proteção Ambiental do Rio Curiaú, Macapá-AP.
  • Biologia Populacional do Camarão Canela, Macrobrachium amazonicum (CRUSTACEA, DECAPODA, PALAEMONIDAE) do Estuário Norte do Rio Amazonas, Macapá-AP.
  • Caracterização da comunidade de Macróficas Aquáticas do Reservatório da Usina Hidroelétrica de Coaracy Nunes, Ferreira Gomes-AP (em andamento).
  • Caracterização das Macrófitas Aquáticas do Igarapé Pedrinhas, Macapá-AP.
  • Ictiofauna e Pesca do Reservatório da Usina Hidroelétrica Coaracy Nunes, Ferreira Gomes-AP (em andamento).
  • Levantamento da Fauna Intertidal da Orla do Rio Amazonas na Cidade de Macapá-AP.
  • Levantamento e Bioecologia de raias (CHONDRICHTHYES: POTAMOTRYGONIDAE) da Área de Proteção Ambiental (APA) do Rio Curiaú, Macapá-AP.
  • Levantamento Quali-Quantitativo da Comunidade Zooplanctônica do Lago do Máximo na Área de Proteção Ambiental do Rio Curiaú, Macapá-AP.