Entende-se como “Inserção Social” as diversas formas de interação do conhecimento produzido pelo PPGMDR com os entes e segmentos da sociedade comprometidos com a emancipação diante da exclusão social e da desigualdades do mundo em favor das humanidades.

      Uma maior aproximação dos movimentos sociais e seus problemas tem sido incentivado pelo Programa, principalmente quanto a ações coletivas em Projetos de Extensão com protagonismos das comunidades. Desconstruir o princípio da verdade acadêmica pelo princípio da realidade e com isso aproximar o PPGMDR da sociedade é um desafio permanente.

          Algumas experiências nesse sentido:

– Elaboração de Planos Diretores de Municípios do Estado do Amapá: destaca-se pelo exercício de processos participativos de alta intensidade em todas as etapas de elaboração e legitimação;

– Projeto de Extensão “Juventude da Floresta: visões, canções e modos de vida de uma Amazônia extrativista”: exercita a escuta profunda junto a jovens amazônidas que vivenciam o dilema da complexidade das relações urbe-floresta;

– Participação do Comitê Amapá preparatório ao IX Fórum Social Pan-Amazônico (FOSPA – Colômbia – Mocoa, 2020): trata-se de relações de horizontalidade, não hierárquicas, entre conhecimento acadêmico e outros saberes, em trocas reciprocas;

– Apoio as atividades da Comissão Pastoral da Terra no Amapá (CPT-AP): acolhe lutas por justiça ambiental ligadas a direitos a terras e regularização fundiária.