Programas

programas

PET - Programa de Educação Tutorial

O PET – Programa de Educação Tutorial concebe o ensino, pesquisa e extensão que é desenvolvido em grupos organizados a partir de cursos de Graduação das instituições de ensino superior, orientados pelo princípio da dissociabilidade que envolve aulas, seminários e eventos de forma macro.

O referido Programa foi criado em 1979 pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), com o nome “Programa Especial de Treinamento”, e foi transferido, precisamente duas décadas depois, para a (SESU) – Secretaria de Educação Superior do Ministério da Educação (MEC). Sendo que no ano de 2004, o PET passou a ser identificado como Programa de Educação Tutorial e atualmente o PET é normatizado, no âmbito do MEC pela portaria Nº 976, de 27 de julho de 2010 e alterações pela portaria Nº 343, de 24 de abril de 2013.

Na UNIFAP, foi instituído em 2010, com o início das atividades dos Grupos PET de Pet Ciência Sociais; Pet Educação Indígena; Pet Educação Física; Pet Farmácia; Pet Pedagogia e em 2012, com os grupos de Pet Enfermagem e Pet Física.

Contemplado e direcionado de modo a garantir o cumprimento do princípio no qual encontra-se fundamentada a educação superior, qual seja, a indissociabilidade entre as atividades de ensino, pesquisa e extensão, o Programa de Educação Tutorial – PET é formado a partir de um tema que perpassam várias áreas do conhecimento – valorizando, assim, a abordagem inter(trans)disciplinar. O número mínimo para começar é de 6 (seis) estudantes, podendo atingir até 12 (doze) alunos como quantitativo obrigatório e até 6 estudantes voluntários, há um professor tutor responsável pelo desenvolvimento de atividades extracurriculares, destinadas a realizar e a provocar a formação acadêmica e, por conseguinte, proporcionar a melhoria da qualidade dos cursos de graduação.

Nesse sentido, a UNIFAP, por meio da Pró-reitoria de Graduação (Prograd) e do Programa de Educação Tutorial (PET), apresenta à sociedade acadêmica e civil o PET, com o objetivo de identificar seus pontos fortes e pontos fracos, promover as boas práticas, buscar o constante aperfeiçoamento do Programa PET, em especial dos Grupos PET da UNIFAP.

Grupos PET

programas

Residência Pedagógica

O Programa de Residência Pedagógica (PRP) é uma das ações que integram a Política Nacional de Formação de Professores e tem por objetivo induzir o aperfeiçoamento da formação prática nos cursos de licenciatura, promovendo a imersão do licenciando na escola de educação básica, a partir da segunda metade de seu curso.

No âmbito da UNIFAP, o PRP auxilia na formação dos futuros docentes, a partir da reflexão sobre sua imersão no ambiente escolar, por meio do desenvolvimento de projetos que fortaleçam e conduzam o licenciando a exercitar de forma ativa a relação entre teoria e prática profissional docente, utilizando coleta de dados e diagnóstico sobre o ensino e a aprendizagem escolar, entre outras didáticas e metodologias.

O PRP UNIFAP tem a duração de 18 meses, com carga horaria total de 414h, divididos em 3 módulos de 138h cada. Os residentes recebem bolsas CAPES para desenvolverem atividades didático-pedagógicas, sob a orientação de um docente de licenciatura e de um professor da escola.

Grupos PET

programas

PIBID/CAPES-UNIFAP 2020

Desde 2007, o Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID), criado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), vem aproximando os discentes de Licenciaturas das Universidades Públicas ao contexto da educação básica desde o princípio de sua formação, estimulando a observação e a reflexão sobre a prática profissional no cotidiano escolar e contribuindo para a valorização do Magistério.

Nesta edição de 2020, a UNIFAP apresentou um Projeto Institucional (PI) inovador baseado nas Áreas do Conhecimento da “Base Nacional Comum Curricular” (BNCC). Assim, com dois núcleos, “Ciências Exatas e da Natureza” e “Ciências Humanas e Linguagens”, o PIBID/CAPES-UNIFAP 2020 conta com dez componentes curriculares da educação básica.

Cada componente tem seus próprios Coordenadores de Área (CA), que são docentes da UNIFAP, engajados desde a criação do PI. A partir de novembro, as equipes dos núcleos passarão a ser compostas, também, por 12 Professores Supervisores (PS), profissionais da rede pública de Educação do estado do Amapá e 60 discentes dos Cursos de Licenciaturas da UNIFAP.

Além disso, o PIBID/CAPES-UNIFAP 2020 atuará, diretamente, em três municípios do estado do Amapá: Macapá, Mazagão e Oiapoque, com a parceira da SEED/AP e Secretarias Municipais de Educação. Os trabalhos serão desenvolvidos durante 18 meses, com início previsto para novembro de 2020.

No decorrer do período, serão realizados vários eventos específicos das áreas do conhecimento e, também, interdisciplinares dos núcleos. Toda a comunidade amapaense está convidada a conhecer e participar desse Projeto.

As atividades, agendas e cronogramas serão divulgados aqui!

Equipe PIDIB

Os comentários estão desativados.