0

Guia brasileiro de boas práticas para eutanásia em animais – conceitos e procedimentos recomendados

O tema eutanásia tem suscitado, em todo o mundo, grande interesse de vários segmentos da ciência, do ensino,
das autoridades sanitárias e da sociedade civil como um todo. Os desafios são muitos e o controle da eutanásia é um tema
complexo. A própria origem do termo nos remete a dúvidas. Pois, se considerarmos que a eutanásia – palavra de origem
grega, na qual eu = bom e thanatos = morte – a sua tradução seria a boa morte ou morte sem sofrimento. Mas existe uma
boa morte?
Considerando que a eutanásia nos animais é um procedimento clínico necessário e que compete privativamente
ao Médico Veterinário a sua implementação, a classe Médico-Veterinária vem buscando formas de uniformizar
seus procedimentos, sempre observando a diversidade das espécies envolvidas e a multiplicidade dos métodos aplicados.
Partindo da premissa de que os animais submetidos à eutanásia são seres sencientes, portanto, capazes de sentir, interpretar e responder a estímulos dolorosos e ao sofrimento, há a necessidade imperiosa de se estabelecer diretrizes e normas que garantam o atendimento aos princípios de bem estar animal e o respeito aos parâmetros éticos.

guia_brasileiro_de_boas_práticas_para_a_eutanásia_em_animais

José Carlos Tavares Carvalho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*