Pedidos de registro de patente de invenção

Nanopartículas de ácido anacárdico e o seu uso como agente antisséptico em curativo endodôntico

Trata-se de nanopartículas de ácido anacárdico e seu uso como agente antibacteriano para curativo endodôntico, compostas por polímero carreador, ácido anacárdico e veículo apropriado. Tecnologia desenvolvida pelos pesquisadores Ialle Gurgel Borges e Francisco Fabio Oliveira De Sousa.

Equipamento emissor de radiação ultravioleta para desinfecção da água

Refere-se a um equipamento de desinfecção da água desenvolvido para a população que não tem acesso a água tratada. Caracterizado pelo baixo custo empregado em seu desenvolvimento, alinhado a sua praticidade no manuseio e sua elevada eficiência no processo de desinfecção em um intervalo de tempo mínimo de funcionamento. Desenvolvido pelos pesquisadores Bernardino Maia De Souza Junior, Mayara Tania Pinheiro Gomes, Ana Carolina De Jesus Silva, Francisco Fábio Oliveira De Sousa, Lilian Grace Da Silva Solon e Júlio César Sá De Oliveira.

Filme polimérico à base de quitosana e zeína contendo ácido elágico

Trata-se de filme polimérico à base de zeína e quitosana contendo ácido elágico e seu uso como sistema de liberação controlada, plataforma para curativo e para incorporação de agentes antimicrobianos compostos pelos polímeros biodegradáveis quitosana e zeína, agente plastificante glicerol e ácido elágico. Desenvolvido pelos pesquisadores Francisco Fábio Oliveira De Sousa e Walter De Souza Tavares.

Nanopartículas poliméricas de digluconato de clorexidina

Refere-se à incorporação de digluconato de clorexidina em nanopartículas de zeína em veículo hidroetanólico para uso como agente antimicrobiano. Desenvolvido pelos pesquisadores Francisco Fábio Oliveira De Sousa e Jennifer Thayanne Cavalcante Dantas.

Repelente à base do óleo-resina de copaifera reticulata

Tecnologia com atividade repelente do óleo-resina de Copaifera reticulata, principalmente contra baratas domésticas. Os inseticidas sintéticos presentes no mercado são constituídos por substâncias com alta toxicidade e que geram grande impacto ambiental. Por ser um produto de origem natural, esse óleo-resina apresenta baixa toxicidade e mínimo impacto ambiental, sendo um promissor ativo para o combate de pragas domésticas. Desenvolvido pelos pesquisadores Madson Ralide Fonseca Gomes, Letícia De Oliveira Machado e Elaine Cristina Pacheco De Oliveira.

Nanopartículas de ácido anacárdico extraído do caju e seu uso como agente bactericida e larvicida

Tecnologia de nanopartículas de ácido anacárdico extraído do caju e seu uso como bactericida e larvicida, compostas por soluções etanol/água, polímero biodegradável zeína, ácido anacárdico e agente dispersante dimetilglioxima. Desenvolvida pelos pesquisadores Francisco Fábio Oliveira De Sousa e Jennifer Thayanne Cavalcante De Araújo.

Processo tecnológico para obtenção de comprimidos contendo extrato etanólico dos frutos de açaí e sua aplicação como antioxidante

Processo tecnológico para obtenção do extrato etanólico de açaí e de comprimidos contendo este extrato para aplicação como antioxidante, desenvolvido através de metodologias farmacopeicas modificadas e técnicas como espectroscopia na região do infravermelho, espectrofotometria na região do ultravioleta e análise térmica, além do perfil de dissolução e testes de toxicidade aguda. Desenvolvido pelos pesquisadores Heitor Ribeiro Da Silva, José Carlos Tavares Carvalho, Daniele Da Cruz De Assis, Jesus Rafael Rodriguez Amado, Ariadna Lafourcade Prada, Hady Keita, Jose Otávio Carrera Silva Júnior e Adriana Maciel Ferreira.

Nanoemulsão miscível em água à base de mistura de diterpenos em óleo e seu uso como larvicida

Tecnologia com uma nanoemulsão miscível em água à base de diterpenos em óleo e seu uso como larvicida. O potencial destes fitoprodutos proporciona a utilização de biomoléculas com atividade específica no controle de vetores de doenças endêmicas que, pela sua complexidade de composição, diminuem os riscos de resistência e minimizam a toxicidade para o meio ambiente. Desenvolvido pelos pesquisadores Anna Eliza Maciel De Faria Mota Oliveira, Caio Pinho Fernandes e José Carlos Tavares Carvalho.

Solução corante com extrato etanólico padronizado de urucum e sua aplicação na coloração de papanicolau, e suas modificações.

A presente invenção trata-se das obtenções do extrato etanólico padronizado urucum (EEPU), da solução corante do extrato etanólico padronizado de Bixa orellana L. (SC-EEPU), suas padronizações e a aplicação na coloração de Papanicolau, modificando esta técnica de coloração empregada para corar lâminas para citologia, especialmente para o exame preventivo de câncer cervicouterino (PCCU). As modificações propostas visam diminuir o tempo de coloração, diminuir a quantidade de álcool empregada na coloração, suprimir o uso do xilol, substituir o corante orange G pela SC-EEPU e obter melhor resolução para identificação das alterações celulares analisadas. A coloração em substituição ao método tradicional de Papanicolau, mostra-se ser eficiente e, em todos os casos permite melhor evidenciação dos elementos presentes e alterações histopatológicas e todos os aspectos celulares são mantidos ao longo de cinco anos.

Dispositivo para programação de controladores e seu uso em conversores de frequência

Trata-se de dispositivo para programação de controladores, que permite a programação de conversores de frequência, de modo a customizar a metodologia de controle utilizada para aumento da eficiência dos sistemas industriais que utilizem os conversores de frequência. Desenvolvido pelos pesquisadores Geraldo Neves De Albuquerque Maranhão, Alaan Ubaiara Brito, Salatiel Guimarães Junior e Andreza Fernandes Da Costa.