0

Especialização em Estudos Culturais e Políticas Públicas abre inscrição para turma em Oiapoque

Processo seletivo terá modalidade diferenciada de seleção para povos indígenas e comunidades quilombolas

Estão abertas inscrições para processo seletivo do Curso de Especialização em Estudos Culturais e Políticas Públicas para a região do Oiapoque.

As inscrições são gratuitas e serão feitas exclusivamente via internet entre os dias 25 de outubro e 29 de novembro de 2019 pelo site do Departamento de Processos Seletivos e Concursos em https://depsec.unifap.br

Serão ofertadas 60 vagas para atender exclusivamente demanda no município do Oiapoque e região, por meio de dois editais distintos.

O primeiro edital contempla  30 vagas direcionadas à demanda geral. O segundo edital prevê 30 vagas para indígenas e quilombolas, por meio de processo seletivo específico.

Podem concorrer alunos com graduação concluída em qualquer área de conhecimento. As aulas serão ofertadas no campus Binacional da Unifap, em Oiapoque.

Os editais completos com todas as orientações sobre o processo de inscrição também podem ser acessados no https://www2.unifap.br/poscult/processo-seletivo/

0

Divulgada programação de defesa de TCCs do Curso de Especialização em Estudos Culturais e Políticas Públicas

A coordenação do Curso de Especialização em Estudos Culturais e Políticas Públicas (Pcult) divulga programação de defesa dos trabalhos de conclusão de curso.

Os trabalhos finais são resultados de pesquisa realizada ao longo do Curso e abordam aspectos centrais do campo de estudos em cultura e políticas públicas. Dentre os trabalhos estão pesquisas na área de feminismo, cultura e política, comunicação e cultura popular, direito e gênero, entre outros.

As sessões de defesa acontecem em fluxo contínuo e são abertas ao público.

A primeira sessão do ano acontece entre os meses de setembro e outubro. A proposta das sessões é socializar junto à comunidade e a pesquisadores interessados os resultados das pesquisas realizadas na área de estudos de cultura e políticas públicas.

Confira a programação, com datas, locais e horários no documento abaixo:

PROGRAMAÇÃO BANCAS

0

Abertas inscrições de processo seletivo para o curso Estudos Culturais e Políticas Públicas

As inscrições começam no dia 01 de julho; e as aulas têm previsão de início para 31 de agosto de 2019

O edital do processo seletivo para o Curso de Especialização em Estudos Culturais e Políticas Públicas, ofertado pela Universidade Federal do Amapá, está publicado.

O período de inscrição no processo seletivo é 01 de julho a 24 de julho de 2019.

As aulas estão previstas para iniciar no dia 31 de agosto de 2019.

As inscrições são gratuitas e serão feitas via internet, através do endereço https://depsec.unifap.br/index.php?c=ppgecpp192.

A coordenação do processo seletivo solicita a atenção do candidato. Ao preencher o formulário de inscrição disponilizado na página do DEPSEC, o inscrito deve providenciar a impressão de todos os documentos exigidos e entregá-los em envelope lacrado APENAS nos dias 23 e 24 de julho , na COORDENAÇÃO DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO , localizada no prédio do Centro de Peqsquisa “ARANHA” (sala 3 ILHA C), em frente ao Restaurante Universitário, campus Marco Zero do Equador, no horário das 9h às 12h e das 14 às 17h.

O edital completo e todas as orientações sobre o processo de inscrição estão disponíveis no site do Departamento de Concursos e Processos Seletivos (Depsec) em https://depsec.unifap.br/index.php?c=ppgecpp192

É possível acessar o edital aqui EDITAL VERSAO FINAL 2019.2

Novidades do processo seletivo

O processo seletivo para ingresso de turma no segundo semestre letivo de 2019 apresenta novidades. Serão oferecidas 50 vagas para ingresso no segundo semestre de 2019, sendo 40 vagas na categoria ampla concorrência e 10 vagas com oferta direcionada, exclusivamente, a integrantes vinculados a movimentos sociais e organizações da sociedade civil com atuação comprovada na área de direitos humanos.

Outra novidade é o ingresso por apresentação de projeto de pesquisa com indicação prévia de orientador. Ao se inscrever, o candidato deve apresentar proposta de pesquisa, conforme área de orientação dos 15 professores pesquisadores do Curso com vagas disponíveis.

A avaliação da proposta de pesquisa e entrevista serão as únicas etapas previstas nessa edição do processo seletivo.

SOBRE O CURSO

Informações gerais sobre o curso, corpo docente e áreas de pesquisa estão disponíveis na página www2.unifap.br/poscult

Dúvidas podem ser enviadas para o email pospcult@gmail.com

Arthur Corrêa

(Assessoria de imprensa – Curso de Especialização em Estudos Culturais e Políticas Públicas)

0

Publicado livro Pesquisa em Gênero e Sexualidade – perspectivas e experiências a partir da Amazônia

O Curso de Especialização em Estudos Culturais e Políticas Públicas e a Editora da Universidade Federal do Amapá apresentam o livro Pesquisa em Gênero e Sexualidade – perspectivas e experiências a partir da Amazônia, organizado pelos professores Antonio Sardinha, Ana Cristina Maués e Francisca de Paula.
A obra apresenta resultados de pesquisas na área de gênero e sexualidade produzidas no Amapá, além de reflexões de pesquisadores sobre corpo, cultura e política na interface com marcadores sociais de diferença, desigualdade e direitos humanos.
Os colaboradores do livro são pesquisadores do Grupo de Pesquisa em Estudos Interdisciplinares em Cultura e Políticas Públicas (CNPq/Unifap), do Observatório da Democracia, Direitos Humanos e Políticas Públicas (Unifap). Participam como colaboradores também pesquisadores convidados com atuação na área de Gênero, Sexualidade e Direitos Humanos.
A obra reúne ainda trabalhos apresentados na I Mostra Científica em Estudos de Gênero e Sexualidade no Amapá, realizada em maio de 2019, a partir de uma ação conjunta das instituições de ensino superior e organizações da sociedade civil do estado.
O acesso à publicação é gratuito pelo site http://www2.unifap.br/poscult/publicacoes/

0

Observatório da Democracia/Unifap informa sobre chamada para IV Encontro Internacional Participação, Democracia e políticas públicas

O Observatório de Democracia, Direitos Humanos e Políticas Públicas da Universidade Federal do Amapá/Unifap divulga chamada para submissão de trabalhos ao Simpósio Temático Participação, Desigualdades e suas interseccionalidades, que acontece durante o IV Encontro Internacional “Participação, Democracia e Políticas Públicas, em setembro de 2019, na cidade de Porto Alegre.

A proposta do Simpósio temático foi apresentada pelos pesquisadores do Observatório e aprovada conjuntamente com pesquisadores da Universidade Federal do Piauí (UFPI), Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).

 A proposta do Simpósio é reunir pesquisas que abordem a relação entre participação política e desigualdades, destacadamente na interface com marcadores sociais como gênero, sexualidade, raça/etnia nos territórios rurais e urbanos nas especificidades de cada região do país.

 A submissão de trabalhos ao Simpósio podem ser feitas entre 05 de março a 9 de abril de 2019 em sistema eletrônico do evento disponível em  http://www.pdpp2019.sinteseeventos.com.br/

 As regras para submissão de trabalhos estão disponíveis em
https://www.pdpp2019.sinteseeventos.com.br/conteudo/view?ID_CONTEUDO=405

Sobre o Observatório

O Observatório da Democracia, Direitos Humanos e Políticas Públicas/Unifap reúne professores pesquisadores que atuam na produção de conhecimento, em atividades de ensino e extensão ligada a uma agenda envolvendo direitos, participação e políticas públicas.

 Os professores que integram a comissão executiva do Observatório são Antonio Sardinha, Ana Cristina Maués; Camila Risso; Eliane Cabral; Patricia Rocha Chaves; Cássia Hack; Marcos Vinicius de Freitas Reis; Paula Bastone e Carmentila das Chagas Martins.

 A proposta do Observatório é agregar outros pesquisadores e grupos de pesquisa na construção de uma rede regional voltada ao monitoramento e formação no campo de estudos envolvendo políticas públicas, democracia e direitos humanos.

0

Divulgado edital do processo seletivo para o Curso de Especialização em Estudos Culturais e Políticas Públicas

As inscrições começam no dia 21 de janeiro e o início das aulas está previsto para março de 2019

O edital com regras do processo seletivo para o Curso de Especialização em Estudos Culturais e Políticas Públicas, ofertado pela Universidade Federal do Amapá, está publicado.

O período de inscrição no processo seletivo é de 21 de JANEIRO a 08 de FEVEREIRO de 2019.

O edital completo e o formulário de inscrição estão disponíveis no site do Departamento de Concursos e Processos Seletivos em
https://depsec.unifap.br/index.php?c=ppgecpp19

As inscrições são gratuitas e serão feitas exclusivamente via internet.

SOBRE O CURSO

O Curso tem duração máxima de 18 meses. É voltado a alunos graduados em todas as áreas de conhecimento. O corpo docente é formado por mestres e doutores da Universidade Federal do Amapá, além de colaboradores de outras instituições de ensino do Amapá e do país.

Mais informações sobre o Curso no site www2.unifap.br/poscult

Texto: Coordenação PCULT

0

Unifap e Secretaria de Estado da Educação promovem I Seminário de Educação em Direitos Humanos do Amapá

Atividade conta com apoio do Curso de Especialização em Estudos Culturais e Políticas Públicas e do Observatório da Democracia, Direitos Humanos e Políticas Públicas

O Curso de Especialização em Estudos Culturais e Políticas Públicas e o Observatório da Democracia, Direitos Humanos e Políticas Públicas, vinculados à Universidade Federal do Amapá, realizam em conjunto com a Secretaria de Estado da Educação o I Seminário Estadual de Educação em Direitos Humanos do Amapá.

O evento acontece no dia 9 de novembro, das 8h às 12h, no Centro de Educação Profissional de Música Walkíria Lima, em Macapá. O evento é gratuito e aberto a interessados.

A atividade é voltada a professores e coordenadores pedagógicos da rede estadual de ensino e tem como proposta discutir metodologias para orientar a implementação de projetos de educação em direitos humanos nas escolas públicas do estado.

Na ocasião, será lançado o livro Diversidade e o campo da educação: relatos de pesquisa, obra que reúne pesquisas realizadas no Curso de Especialização em Gênero e Diversidade na Escola, ofertado pela Universidade Federal do Amapá.

“A produção de conhecimento dos alunos do Curso será agora usada como material para subsidiar a ação pedagógica dos professores e coordenadores pedagógicos para implementação de projetos interdisciplinares para discutir direitos humanos e formação cidadã na comunidade de escolar, considerando a realidade e as demandas de cada escola”, explica o professor  Antonio Sardinha, da Unifap.

A proposta do I Seminário Estadual de Educação em Direitos Humanos é socializar e discutir metodologias que permitam o uso das pesquisas produzidas sobre direitos humanos e diversidade na escola  para construção e implementação de projetos de ensino que promovam a cultura de respeito aos direitos humanos nas escolas públicas estaduais.

Fonte: PCULT/Unifap

2

Professores da Unifap lançam Observatório da Democracia, Direitos Humanos e Políticas Públicas na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia

Lançamento acontece durante  mesa de debate sobre gênero e direitos humanos na Amazônia,  marcado para o dia 16 de outubro, na UEAP.

Professores da Universidade Federal do Amapá lançam oficialmente na terça (16), 16h, o Observatório da Democracia, Direitos Humanos e Políticas Públicas.

O espaço tem como objetivo reunir pesquisas, práticas de ensino e extensão na área de democracia, direitos humanos e políticas públicas.

“A importância dessa iniciativa está, principalmente, na capacidade de articulação de temáticas, metodologias e expertises para pesquisa em Ciências Humanas que se propõem a pensar sobre democracia no Brasil e no Mundo, direitos humanos e implementação e avaliação de políticas públicas”, explica a Profa Dra Camila Risso.

O lançamento acontece às 16h na abertura da mesa de debate Gênero, Representações Sociais e Direitos Humanos na Amazônia, como parte da programação da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia 2018, na Universidade Estadual do Amapá (UEAP).

A mesa de debate é coordenadora por professores e integrantes do Observatório e tem como proposta discutir as especificidades do debate sobre gênero no contexto de desigualdade na região amazônica.  

Sobre o Observatório

O Observatório da Democracia, Direitos Humanos e Políticas Públicas reúne professores pesquisadores que atuam na produção de conhecimento, em atividades de ensino e extensão ligada a uma agenda envolvendo direitos, participação e políticas públicas.

Os professores que integram a comissão executiva do Observatório são Ana Cristina Maués; Camila Risso; Eliane Cabral; Patricia Rocha Chaves; Cássia Hack; Marcos Vinicius de Freitas Reis; Antonio Sardinha; Paula Bastone e Carmentila das Chagas Martins.

“A articulação entre os pesquisadores apenas consolida uma agenda de trabalho conjunta que já envolve professores das mais diversas áreas de conhecimento com o objetivo de promover o debate, a produção de saberes, a troca de experiências e a mobilização da comunidade universitária e da sociedade em geral em torno do direito político à participação, da defesa da democracia e dos direitos humanos”, explica Antonio Sardinha.

A proposta do Observatório é agregar outros pesquisadores e grupos de pesquisa na construção de uma rede regional voltada ao monitoramento e formação no campo de estudos envolvendo políticas públicas, democracia e direitos humanos.

Agenda

Eventos: Lançamento Observatório da Democracia, Direitos Humanos e Políticas e Mesa Redonda Gênero, Representações Sociais e Direitos Humanos na Amazônia

Data: 16 de outubro, 16h

Local: UEAP/Campus Central  – sala 4

 

0

Aula Pública do Curso de Especialização em Estudos Culturais e Políticas públicas discute Gênero e Direitos Humanos na Amazônia

Inscrições são gratuitas e serão realizadas apenas no local do evento

O Curso de Especialização em Estudos Culturais e Políticas Públicas (PCULT) oferta aula pública aos alunos e comunidade universitária sobre gênero e direitos da mulher na Amazônia. A atividade integra o Ciclo de Seminários de Pesquisa em Estudos Culturais e Políticas Públicas, que acontece ao longo do segundo semestre letivo de 2018.

A aula pública acontece no dia 27 de outubro, 8h, no Auditório do Centro de Valorização da Educação Secretaria de Estado da Educação (CEVDUC/SEED), na Rua Cora de Carvalho, 2028, Santa Rita, em frente à CEA.

A aula será ministrada pela Profa Dra Denise Machado, da Universidade Federal do Pará  (UFPA).  A pesquisadora integra o grupo de pesquisa NósMulheres e o Grupo de Estudos e Pesquisas Eneida de Moraes (GEPEM/UFPA) e é professora do Programa de Pós-Graduação Sociologia e Antropologia da Universidade  Federal do Pará.

Informações: coordenação PCULT

Emailpospcult@gmail.com

0

Formação em políticas públicas, gênero e sexualidade ofertada em parceria com o Conselho Estadual LGBT

O Conselho Estadual de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais/LGBT do Amapá, promove nos dias 2, 3 e 4 de março, o curso “Políticas Públicas, Gênero e Sexualidade”, na Universidade do Estado do Amapá (Ueap). O objetivo é capacitar os atores locais que atuam na formulação, monitoramento e avaliação de políticas públicas votadas à promoção de direitos da população LGBT. A abertura será sexta-feira, 2, às 19h, na Ueap.

O evento será realizado em parceria com a Universidade Federal do Amapá (Unifap), que disponibilizará professores do Curso de Especialização em Estudos e Políticas Públicas, para prestarem consultoria na elaboração do Plano Estadual de Políticas Públicas para a população LGBT.

O curso é direcionado aos representantes de organizações públicas governamentais, da sociedade civil e dos movimentos sociais com atuação na área de direitos humanos. Na ocasião, serão apresentados perspectivas, cenário e desafios para a garantia de direitos da população LGBT no Estado do Amapá.

O Conselho LGBT é um órgão colegiado de natureza consultiva e deliberativa, no âmbito de sua competência, integrado à estrutura básica da Secretaria de Estado de Inclusão e Mobilização Social (SIMS). Sua finalidade é elaborar, acompanhar, monitorar, fiscalizar e avaliar a execução de políticas públicas para lésbicas, gays, bissexuais, transvestis e transexuais, destinadas a assegurar a essa população o pleno exercício de sua cidadania.

Fonte: Assessoria de Comunicação do Governo do Estado do Amapá