Projetos atuais

CONSTRUÇÃO, IMPLANTAÇÃO E ACOMPANHAMENTO DA SISTEMÁTICA DE AVALIAÇÃO DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO DE OIAPOQUE-AP

Coordenação: prof. Zaqueu dos Santos Maia

▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓

 
 

ESTRATÉGIAS DE EDUCAÇÃO CONTINUADA COM FOCO NA DOENÇA FALCIFORME NO MUNICÍPIO DE OIAPOQUE: PROMOVENDO SAÚDE E MELHORANDO A QUALIDADE DE VIDA DA POPULAÇÃO ATRAVÉS DA SENSIBILIZAÇÃO DE PROFISSIONAIS DE SAÚDE, PROFESSORES E ALUNOS.

Resumo: A doença falciforme é um conjunto de doenças genéticas caracterizadas por uma ou mais mutações nos genes de hemoglobina. As alterações são comumente encontradas em indivíduos negros originalmente africanos. Na América Latina, incluindo o Brasil, é relatada alta incidência da doença falciforme e grande proporção de portadores do traço falciforme. Indivíduos heterozigotos não exigem tratamento especializado pois os sintomas mais graves apenas se apresentam em circunstâncias ambientais específicas. Contudo, os sintomas são graves e envolvem uma série de patologias relacionadas ao sistema circulatório e outras enfermidades como infartos teciduais progressivos além do quadro anêmico. O estado do Amapá possui mais de dois terços de sua população composta por negros e o município de Oiapoque, por ser área de fronteira, possui intenso fluxo migratório envolvendo a Guiana Francesa caracterizada pela expressiva proporção de habitantes de raça negra. Além disso, a situação do setor de saúde no município de Oiapoque e municípios vizinhos é peculiar e apresenta alguns problemas cotidianos. Nesse contexto, é preciso auxiliar os profissionais da saúde a lidar com as doenças falciformes como consequência da invisibilidade desse mal nas políticas públicas de saúde. Em situações como essas as atividades de educação continuada devem se fazer presentes de maneira constante, abrangendo toda a população estimulando ações individuais e coletivas. Essas medidas certamente permitirão à sociedade refletir a respeito da necessidade de realização de ações de educação voltadas aos profissionais de saúde, familiares e comunidade em geral com o objetivo de reduzir a mortalidade e aumentar a qualidade de vida dos pacientes.

Cursos envolvidos: Projeto interdisciplinar, envolvendo os Cursos de Pedagogia, Ciências Biológicas e Enfermagem.

Premiação: Este projeto foi aprovado no Edital 031/2015 PIBEX/DEX/PROEAC/UNIFAP, com recurso de R$10.000.00 (dez mil reais) para sua execução.

Participação discente: Contará com estudantes bolsistas e voluntários dos referidos cursos envolvidos.

Período: Ocorrerá de janeiro a novembro de 2016.

Palavras-chave: anemia falciforme; educação em saúde; promoção da saúde

Docentes:
Profa. Anapaula Martins Mendes (Enfermagem)

Prof. Fábio David Couto (Ciências Biológicas – CCAAB/UFRB) – Convidado

Prof. Hilton Jeferson Alves Cardoso de Aguiar (Ciências Biológicas)

Profa. Luísa Antônia Campos Barros (Enfermagem)

Prof. Mário Teixeira dos Santos Neto (Pedagogia) – Coordenador

Profa. Nádia Cristine Coelho Eugênio (Enfermagem)

▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓

 
 

AUSÊNCIA INTELECTUAL AO PENSAR O CENÁRIO POLÍTICO: ONDE ESTÃO OS PROFESSORES?

Justificativa: O Tripé Ensino, Pesquisa e Extensão é proposto pelo Ministério da Educação no intuito de assegurar a qualidade do ensino nas universidades, pois o movimento gerado pelas interconexões dessas atividades gera o saber científico aliado à responsabilidade social. Ou seja, a práxis acadêmica compromissada com a ampliação da visão de mundo e da cidadania da comunidade local.
A proposta de se debater a ausência do professor nas reflexões sobre o cenário político é mister, sobretudo pelo Colegiado de Pedagogia, responsável pela formação de futuros educadores, numa perspectiva de gerar aprendizados e reflexões que desenvolvam e ampliem competências e saberes que alavanquem um possível mundo novo.
A comunidade do município de Oiapoque, a comunidade escolar e a comunidade acadêmica poderão se reunir para refletir sobre a importância da participação do professor no debate político e no encaminhamento de propostas que visem a transformação de visões de mundo e de organização do município, do estado e do país.

Objetivos:

Geral: Refletir sobre a ausência do intelectual ao pensar o cenário político.

Específicos:
* Envolver a comunidade acadêmica e professores da rede pública no debate sobre cidadania;
* Construir possibilidades de transformação a partir da reflexão de temas pertinentes à organização política e social do município;
* Estimular a autonomia intelectual dos participantes.

Metodologia: A atividade será realizada durante o evento científico intitulado Semana Pedagógica, a ser realizado em abril. Terá o formato de Oficina com a duração de 04 h, coordenada pela prof.ª. Me. Doralice Veiga Alves. Serão abertas inscrições para 40 alunos.
A Oficina integrará prosa sobre a contribuição de Gramsci, músicas e filme permeados pelo debate e estimulo a reflexão permanente sobre a conjuntura política e a presença do intelectual orgânico neste contexto.

Docentes:
Profa. Doralice Veiga Alves (coordenadora)

Atualizado em: 22/01/2016

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*