Oiapoque

Durante o período colonial, o município de Oiapoque era parte da Capitania do Cabo Norte. Nos primórdios do século XVI, os portugueses da América travam lutas com outros europeus, para estabelecer domínio territorial ao sul do rio Oiapoque – na época conhecido como Vicente Pinzón – e ao norte do rio Amazonas, para expandir os impérios colonizadores que cada grupo representava.

Os primitivos habitantes da região são antepassados dos povos Waiãpi, que ocupavam a extensão territorial do rio Oiapoque, dos Galibi e Palikur, concentrados no vale do rio Uaçá e seus afluentes.

O município de Oiapoque originou-se da morada de um mestiço, em data que não se pode precisar, de nome Emile Martinic, o primeiro habitante não-índio do município. Sabe-se que a localidade passou a ser conhecida como “Martinica”; e, ainda hoje, não é raro ouvir essa designação, notadamente de habitantes mais antigos.

Em 1907, o Governo Federal criou o Primeiro Destacamento Militar do município, que servia de abrigo a presos políticos. Alguns anos depois, esse destacamento foi transferido para Santo Antônio, atual distrito de Clevelândia do Norte, com a denominação de Colônia Militar. Para consolidar a soberania nacional sobre as áreas limítrofes, face ao contestado franco-brasileiro, foi, então, erguido um monumento à pátria, indicativo do marco inicial do território brasileiro.

A palavra Oiapoque tem origem tupi-guarany, sendo uma derivação do termo oiap-oca, que significa casa dos Waiãpi.

Oiapoque localiza-se no extremo norte doestado do Amapá. Sua área é de 22,625 km²; e sua população, de acordo com as estimativas de 2014, era de 23.628 habitantes.

Fonte: IBGE Cidades.

 

COMO CHEGAR

Oiapoque fica a aproximadamente 570 quilômetros por estrada da capital do estado, Macapá. O caminho é feito através da Rodovia BR-156, que possui boa parte pavimentada, restando apenas cerca de 100 quilômetros sem pavimentação. O trajeto pode ser percorrido através de carro de passeio, veículos de cooperativas de trasporte ou através das seguintes empresas de ônibus:

Amazontur e Vale do Amazonas – Fone: (96) 3521-2581 (Oiapoque) e 3251-1536 (Macapá) – Ônibus com saídas diárias

Empresa de Transporte Santanense – Fone: (96) 3521-2225 (Oiapoque) e 3251-2067 (Macapá) – Ônibus com saídas diárias

A viagem dura cerca de 8 horas, mas pode sofrer atrasos em períodos de chuvas intensas, de acordo com as condições da rodovia, que em geral, mantem-se trafegável o ano inteiro.

A condição fronteiriça com a Guiana Francesa também permite o acesso realizado pela travessia do Rio Oiapoque através da cidade de Saint Georges, que possui ligação rodoviária pavimentada com cerca de 200 quilômetros até a capital Caiena.

 

SERVIÇOS DISPONÍVEIS

A Cidade de Oiapoque possui agencias dos Correios, INSS, Banco do Brasil, Caixa Econômica e Bradesco.

Há um hospital estadual que atende diversas especialidades e postos de saúde municipais em vários bairros, além de farmácias, clínicas e laboratórios particulares.

O município possui escolas municipais e estaduais na zona urbana e rural, responsáveis pela educação básica, além de um campus do Instituto Federal de Educação do Amapá (IFAP).

O centro comercial é variado e atende de segunda à domingo. Existem também lojas de artesanatos e produtos regionais.

O turismo é essencialmente voltado às atrações naturais, como rios, cachoeiras, igarapés, trilhas e matas  nos arredores da cidade ou nas unidades de conservação que ocupam boa parte do território do município.

O serviço de telefonia móvel é prestado pelas operadoras TIM, Claro e OI.

Há também diversos restaurantes e  hotéis, entre eles:

Hotel Colibri – Br 156 Km 01 – Universidade – Fone: (96) 3521-1586 (email: oiapoquefm@hotmail.com)

Hotel Chez Denise – Rua: Onorio Silva nº 417 – Centro – Fone: (96) 3521-3335 (email: hotelchezdenise@gmail.com)

Hotel Filho de Deus – Rua: Lélio Silva º 130 – Centro – Fone: (96) 3521-2181 ou Fone FAX: 3521-1403 (email: jc.confecções.ap@hotmail.com)

Hotel Floresta – Rua Joaquim Caetano da Silva. Fone: (96) 3521-1250 (e-mail: contact@floresta.fr)

Paris Hotel – Av: Coaracy Nunes nº 189 – Centro – Fone: 3521-2149 (email: parishotel1@hotmail.com)

Tropical Hotel – Av: Lélio Silva s/n – Centro – Fone: (96) 3521-2098 ou 99909-8553 (email: relinton@hotmail.com)