O Campus Binacional possui atualmente 15 salas de aula, 11 laboratórios, sendo 7 já implantados e 4 em processo de implantação, biblioteca, auditório, diversas salas administrativas e banheiros com acessibilidade. Encontra-se em construção 2 novos blocos, com 3 pavimentos cada, que ampliarão ainda mais a disponibilidade de infraestrutura do campus. Confira abaixo algumas fotos:

SALA DE AULASALA DE AULA

IMG_5889 BIBLIOTECA

IMG_5862LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA

IMG_1163 AUDITÓRIO

IMG_1992

ÔNIBUS DO CAMPUS BINACIONAL

Imagem1

PROJETO DE URBANIZAÇÃO

PLANTA BAIXA BLOCO CPLANTA BAIXA DO BLOCO B              

PLANTA BAIXA BLOCO CPLANTA BAIXA DO BLOCO C

Acesse a planta baixa dos novos prédios em construção:  ARQUITETURA_Blocos B Planta Baixa   ARQUITETURA_Bloco C – planta baixa 

 

Infraestrutura

Atualmente, a estrutura física do campus dispõe de 2 blocos acadêmicos em uso – Bloco A e Bloco D -, 1 bloco em construção – Bloco B -, e 1 imóvel alugado onde estão localizadas as coordenações administrativas, conforme a Figura  2.

Também há espaço a ser destinado à Lanchonete e Reprografia, em local próximo à área de vivência do Bloco D, cujos processos para efetivar a concessão encontram-se suspensos em virtude da pandemia COVID-19.

GOVERNANÇA, ESTRATÉGIA E DESEMPENHO

Diante dos enormes desafios voltados a construção e ao fortalecimento da Educação Superior na Fronteira Franco Brasileira faz-se necessário fornecer melhores condições de trabalho que perpassam pela ampliação da infraestrutura e politicas institucionais de valorização dos servidores.

Tendo em vista se garantir as condições para o desenvolvimento das ações de ensino, pesquisa, extensão e atividades administrativas faz-se necessário se estabelecer um planejamento estratégico a curto, médio e longo prazo. Nesse sentido apresenta-se os objetivos estratégicos.

  • Melhorias na infraestrutura do Campus com a execução das obras dos Blocos B e C;
  • Efetivação de um planejamento estratégico (curto, médio e longo prazo) para a vinda de novos cursos de graduação para o campus dentro de uma perspectiva contextualizada com a realidade regional e local;
  • Realização de estudo de viabilidade dos cursos de graduação que estão no Campus Binacional de Oiapoque.
  • Estabelecimento de ações voltadas à valorização dos servidores lotados no Campus Binacional de Oiapoque.

A seguir são apresentas as ações prioritárias da gestão do Campus Oiapoque. O plano de ações discorre sobre uma escala temporal das atividades administrativas vinculadas a gestão do campus Binacional do Oiapoque, sendo que distribuídas nas seguintes etapas, i) Prioridade 0 – Resolução em até 6 meses; ii) Prioridade 1 – Resolução em até 18 meses; iii) Prioridade 2 – Resolução em até 30 meses, iv) Prioridade 3 – Resolução em até 48 meses e Prioridade 4 – Resolução em até 60 meses (ver Quadro 1)

QUADRO 1: PLANO DE AÇÕES CONFORME UMA ESCALA TEMPORAL DAS ATIVIDADES ADMINISTRATIVAS

O quê Quem (Ações) Como Quando

Construções e alocação para turmas ingressantes.

Bloco B  (salas de aulas, salas administrativas, área de convivência) Verba pactuada – emenda parlamentar

(em execução)

Prioridade

0

Blocos C (laboratórios, salas de aula, auditório, área de convivência). Verba pactuada – emenda parlamentar de Bancada e Emendas individuais

(em fase de planejamento)

 

Prioridade

1

Restaurante Universitário. Verbas não pactuadas. Prioridade

2

Criação de Núcleo de Acessibilidade ao aluno com necessidades especiais. Prioridade

1

Construção casa de estudante. Verbas não pactuadas.

Prioridade 2

Construção casa do servidor (política de fixação de profissionais no interior). Verbas não pactuadas. Prioridade

2

Revitalização e urbanização na entrada do Campus com a instituição de espaços de vivências. Verba pactuada.

(obra executada) .

Prioridade

0

 

 

Reparos e complementos.

Internet minimamente eficiente e Telefone fixo. Dar celeridade as articulações junto a Rede Nacional de Pesquisa – RNP para a contratação de um link de internet para o Campus Binacional.

(Em andamento)

Prioridade 0

Adequação dos espaços para acessibilidade do aluno ou servidor deficiente. Alocar recursos específicos.

Prioridade 0

Xerox aberta ao público nos horários de aulas. Está contemplada na obra de urbanização do Campus  (concessão de uso).

Prioridade 0

 
 

 

 

Participação ativa.

Possibilidade de organização de Eventos com a comunidade acadêmica e geral. Semana acadêmica, de extensão. Alocar recursos específicos.

Prioridade 0

Representação no CONSU e de todas as comissões que envolvam o Campus Oiapoque. Rever Estatuto e Regimento.

Prioridade 0

Rever a estrutura de pessoal – reposição das vagas dos servidores removidos nos últimos 3 anos. Reposição e ampliação de contratação de pessoal.

Prioridade 0

 

 

Política de estágio cursos  biologia e enfermagem.

Condições para efetivação de práticas de estágio em Hospitais da capital – UTI, entre outros que não tem no Oiapoque. Por meio de reafirmação de Termo de Cooperação específicos com Hospitais e clínicas de saúde.

Alocação de verba para seguro dos alunos e auxilio de custo para deslocamento para cidade, mediante planejamento anual.

Prioridade 0

 
 

Política de incentivo à pesquisa e extensão.

Auxílio financeiro para pesquisadores. Promoção de editais para professores e técnicos cujo objetivo seja desenvolver ações de pesquisa e extensão.

Prioridade 0

 

 

 

Atendimento às pessoas.

Relacionamento e tratamento institucional, com respeito celeridade no atendimento das demandas do Campus. Qualificação focada no tratamento e relacionamento e no bom atendimento geral do Campus e entre o Campus e a SEDE.

Prioridade 0

 

Política de Qualificação.

Qualificação docente e dos técnicos. Por meio de Dinter, Minter e especializações. Revisão de Estatuto para liberação, mesmo em estágio Probatório, considerando planejamento  de cada curso e ou setor.

1

 

 

Política de bem estar do servidor em parceria com a prefeitura municipal de Oiapoque.

Equipe multidisciplinar (médicos, odontólogos).

 

Mesma política do Campus Marco Zero, equipe deverá se encaminhar para atender os servidores do Campus. Construir regras de atendimento na direção da prevenção e promoção da saúde geral do servidor.

0

 
       
   

1