Relatório de pendências por Curso do Campus Binacional

A equipe do DERCA está na sala dos professores, estará hoje dia 04/12/2018 até às 18hs 30min e amanhã dia 05/12/2018 até as 11horas para resolver as referidas pendências. Os alunos que constam seus nomes nas pendências deverão comparecer com documentos originais e cópias legíveis, para resolver as mesmas.

PENDÊNCIAS CURSO DE ENFERMAGEM

PENDÊNCIAS CURSO DE GEOGRAFIA

PENDÊNCIAS CURSO DE LETRAS FRANCES-PORTUGUÊS

PENDÊNCIAS CURSO DE PEDAGOGIA

Convocamos os acadêmicos inscritos no Programa Bolsa permanência do MEC 2018.2

Sem título

COMUNICADO

Convocamos os acadêmicos inscritos no Programa Bolsa permanência do MEC 2018.2 e que tiveram as suas bolsas bloqueadas que compareçam a esta pró-reitoria para que seja feita a respectiva correção no sistema do MEC, sendo acadêmicos do campus marco zero, se for acadêmico do campus Binacional que procure a DIEAC, para receber as devidas orientações.

Ressaltando que o Sistema Abriu dia 23 e o mesmo fechará dia 30 de Novembro do corrente ano, e que após este período, os acadêmicos que não comparecerem para os devidos ajustes na sua inscrição, não receberão a bolsa e terão que aguardar o próximo calendário de abertura enviado pelo MEC.

No entanto, o dia 30 de Novembro será feriado local, não tendo experiente nesta IFES, assim o período para as devidas correções irão até o dia 29 do referido mês.

MACAPÁ, 26 DE NOVEMBRO DE 2018.

GERSON VARDELEI DOS ANJOS GURJÃO

PORTARIA Nº 2034/2018

Diretor do Departamento de Ações Comunitárias e Estudantis

O curso de Bacharelado em Enfermagem do Campus Binacional – promove ação de saúde em alusão ao novembro azul

20181127_094756

O curso de Bacharelado em Enfermagem do Campus Binacional promoveu nesta terça-feira (27/11/2018) uma ação de saúde  destinada ao público masculino em alusão ao novembro azul.

Foram realizadas palestras educativas sobre a detecção e prevenção do câncer de próstata, como também foram realizadas aferições de pressão arterial, teste de glicemia, testagem rápida para sífilis, HIV e Hepatites B e C.

20181127_092349

A ação foi coordenada pela professora Lise Mendes em parceria com a professora Sheilla Cristina e os discentes que cursam a disciplina de estágio supervisionado em saúde pública. A associação de mototaxistas cedeu o espaço para realização da ação.

A prof. Lise Mendes disse que “ações como esta são extremamente importante, uma vez que homens tendem a somente procurarem os serviços de saúde em última instância, sendo necessário alcança-los em outros ambientes”.

IMG-20181127-WA0051

 

Programa Bolsa permanência do MEC 2018.2

Sem título

COMUNICADO

Convocamos os acadêmicos inscritos no Programa Bolsa permanência do MEC 2018.2 e que tiveram as suas bolsas bloqueadas que compareçam a esta pró-reitoria para que seja feita a respectiva correção no sistema do MEC, sendo acadêmicos do campus marco zero, se for acadêmico do campus Binacional que procure a DIEAC, para receber as devidas orientações.

Ressaltando que o Sistema Abril dia 23 e fechará dia 30 de Novembro, do corrente ano, e que após este período, os acadêmicos que não compareceram para os devidos ajustes na sua inscrição, não receberão a bolsa e terão que aguardar o próximo calendário de abertura, enviado pelo MEC.

 No entanto, o dia 30 de Novembro será feriado local, não tendo experiente nesta IFES, assim o período para as devidas correções vão até o dia 29 do corrente mês.

 MACAPÁ, 26 DE NOVEMBRO DE 2018.

GERSON VARDELEI DOS ANJOS GURJÃO

PORTARIA Nº 2034/2018

Diretor do Departamento de Ações Comunitárias e Estudantis

II Colóquio de Literatura Amapaense/Literatura de Fronteira do Campus Binacional

45405049_10217512422631464_8366843193097977856_n

O II Colóquio de Literatura Amapaense/Literatura de Fronteira é um evento promovido pelos alunos da disciplina Literatura Amapaense, do curso de Letras (Português/Francês) do Campus Binacional. Os trabalhos desenvolvidos durante o semestre envolvem diversos autores que dedicaram algumas linhas sobre a região. Análises sobre contos como “Aribamba”, do professor da UNIFAP Ramiro Batista,  “Mama Guga”, de Fernando Canto, ou os poemas de Marven J. Franklin também  fazem parte deste colóquio, cujo tema “Olhares sobre a Fronteira” provoca a reflexão sobre quem o sujeito literário que habita a fronteira Oiapoque/Guiana Francesa.

O evento também conta com a participação da Profa. Dra. Alai Garcia Diniz (Universidade Estadual do Oeste do Paraná – UNIOESTE), que fará uma palestra sobre o tem Literatura de Fronteira, e do professor Ramiro Esdras Carneiro Batista, do curso de Licenciatura Intercultural Indígena, na condição de escritor na fronteira.

 PROGRAMAÇÃO 

27 de novembro de 2018

Edifício Colares – Sala E1

 

INSCRIÇÕES GRATUITAS – VAGAS LIMITADAS

Certificado de ouvinte – 6 horas

 

17h20 –ABERTURA: Profa. Dra. Fabíola Reis

17h30 – PALESTRA DE ABERTURA: A Fronteira– Profa. Dra. Alai Garcia Diniz (UNIOESTE)

18h30 – COMUNICAÇÃO: Poesia na Fronteira – Poemas de Marven J. Franklin (Ranielly Fernandes da Silva, Ene dos Santos Silva, Diego Felipe Aniká, Suyane Gomes Paixão, Valdeir Loriano Florêncio, Delano Luiz do Nascimento Evangelista)

19h00 – COMUNICAÇÃO: Aspectos da Literatura de Fronteira: Mama Guga, de Fernando Canto (Gerriane Evangelista, Joel Silva de Souza, Natália Alves, Nander Amorim de Souza, Wenderson dos Santos Alves)

19h30 – Coffee-break 

19h45 –COMUNICAÇÃO: Crônicas Escolhidas – comentários sobre “Aribamba”, de Ramiro Esdras Carneiro Batista (Edielson Oliveira Pontes, Edinara Gomes Vilhena, Thálisson Teixeira Rabelo, Maycon Yago de Oliveira da Silva).

20h15 –COMUNICAÇÃO: A noite dos cristais, de Luís Fulano de Tal (Vanda Sena, Keity Cristina Santos dos Santos, Eranelza dos Santos, Anderneide Souza dos Santos).

20h45 –CONVERSA COM ESCRITORES DA/NA FRONTEIRA: Literatura e descolonialidade na fronteira Uyapkun – Prof. Ramiro Esdras Carneiro Batista (UNIFAP)

ABERTURA DO SISBP. REGULARIZAÇÃO DE DOCUMENTOS OBRIGATÓRIOS EXIGIDOS PARA INSCRIÇÃO NO PBP.

COMUNICADO

Assunto:  ABERTURA DO SISBP. REGULARIZAÇÃO DE DOCUMENTOS OBRIGATÓRIOS EXIGIDOS PARA INSCRIÇÃO NO PBP.

Dirigimo-nos a Vossas Senhorias para fazer referência às inscrições ao Programa de Bolsa Permanência (PBP) no ano de 2018, autorizadas pela Portaria MEC nº 560, de 14 de junho de 2018.

Informamos a Vossas Senhorias que o Sistema de Gestão da Bolsa Permanência (SISBP) será ABERTO NO PERÍODO DE 23.11.18 A 30.11.18 para a REGULARIZAÇÃO DOS CADASTROS BLOQUEADOS no referido sistema devido à incorreção na documentação obrigatória exigida para inscrição no Programa.

Neste contexto, a partir do dia 23.11.18 e até o dia 30.11.18, Vossas Senhorias poderão acessar o SISBP, desbloquear os referidos cadastros e providenciar a correção da referida documentação, observando, em especial, o que dispõe os  Anexo I, inciso II, itens 1 a 4, e Anexo II, da Portaria MEC nº 389, de 9.5.2013.

Ademais, importante observar que os estudantes que não tiverem os seus cadastros regularizados até o dia 30.11.18 somente terão uma nova oportunidade de concorrer à bolsa do programa em um próximo período de inscrição, mediante a realização de uma nova inscrição. 

Ressaltamos que os estudantes que estiverem com dificuldade de fazer as devidas correções no programa, podem procurar esta pró-reitoria, no campus Marco Zero, e nos demais campus, procurar a administração desta IFES para Auxilia-los neste procedimento.

Por fim, solicitamos a Vossas Senhorias que deem ampla divulgação do referido prazo aos estudantes que estiverem com os seus respectivos cadastros bloqueados no SISBP.

Declaracao_1217254_MODELO_DECLARACAO_DE_PERTENCIMENTO_ETNICO_E_DE_RESIDENCIA___LIDERANCAS_COMUNITARIAS___ESTUDANTES_INDIGENAS

Declaracao_1217250_MODELO_DECLARACAO_DE_PERTENCIMENTO_ETNICO___LIDERANCAS_COMUNITARIAS___ESTUDANTES_QUILOMBOLAS

Declaracao_1217241_MODELO_DECLARACAO_DE_PERTENCIMENTO_ETNICO_E_DE_RESIDENCIA___LIDERANCAS_COMUNITARIAS___ESTUDANTES_QUILOMBOLAS

Declaracao_1217236_MODELO_AUTODECLARACAO_DO_ESTUDANTE_INDIGENA___BOLSA_PERMANENCIA_I

Declaracao_1217229_MODELO_AUTODECLARACAO_DO_ESTUDANTE_QUILOMBOLA___BOLSA_PERMANENCIA

Declaracao_1217264_MODELO_DECLARACAO_DE_PERTENCIMENTO_ETNICO___LIDERANCAS_COMUNITARIAS___ESTUDANTES_INDIGENAS

 

Atenciosamente,

 

GERSON VARDELEI DOS ANJOS GURJÃO

PORTARIA Nº 2034/2018

Diretor do Departamento de Ações Comunitárias e Estudantis

Pendência no cadastro da Bolsa Permanência do MEC

Aviso

Informamos aos acadêmicos que estão com pendência no cadastro da Bolsa Permanência do MEC que durante o período de 23 a 30 de novembro de 2018 será aberto o sistema (http://sisbp.mec.gov.br) para correção das declarações: Autodeclaração (Indígena e Quilombola) e Declaração de Pertencimento Étnico e de Residência.

Segue abaixo as referidas declarações para download:

Autodeclaração do Candidato _ Estudante Indígena

Autodeclaração do Candidato _ Estudante Quilombola

Declaração de Pertencimento Étnico _Para Estudante Indígena

Declaração de Pertencimento Étnico e de Residência _Para Estudante Indígena

Declaração de Pertencimento Étnico _Para Estudante Quilombola

Declaração de Pertencimento Étnico e de Residência _Para Estudante Quilombola

Caso não consiga realizar o download dirija-se a Coordenação de Pesquisa, Extensão e Ações Comunitárias – COPEA.

Oficina do Projeto Pequenas Delicadezas em parceria com o projeto Banzeiro do Brilho de Fogo realiza oficinas em Oiapoque dia 15/11/2018

Imagem 01  Imagem 02

O projeto Pequenas Delicadezas: Pensando políticas públicas para a universidade, coordenado pela professora Juliana Lemos, membro do colegiado do curso de Teatro da UNIFAP, trata da criação, desenvolvimento, promoção e manutenção de ações culturais e artísticas no âmbito universitário. Ações estas, a serem pensadas, planejadas e executadas em médio e longo prazo. Diz respeito à criação e à manutenção de “pequenas delicadezas”, envolvendo produções culturais e artísticas destinadas aos habitantes da Universidade Federal do Amapá e seus convidados.

foto 2

A ideia central do projeto é potencializar o que já existe, firmar pactos e parcerias entre as unidades e a comunidade externa, desvelar, apontar caminhos, compreender a realidade de cada unidade. Aproximar pessoas, contextos, formas de interpretação, quebrar hierarquias e construir novas legitimidades. Sofisticar o olhar, apurar os ouvidos, ouvir o silêncio e ver o que não é mostrado. Espera-se praticar o trabalho compartilhado e o desenvolvimento de atividades culturais respeitando a autonomia e o protagonismo das unidades/departamentos.

Neste contexto, este projeto pretende promover a interação entre as pessoas além da utilização, apropriação e compartilhamento dos espaços da universidade. Buscando identificar e evidenciar as produções artísticas culturais de alunos, servidores e funcionários da UNIFAP.

foto1

O Banzeiro do Brilho de Fogo é uma iniciativa cultural, que propõe o reconhecimento e apropriação da identidade cultural amapaense por todos os seus moradores, através do conjunto de ações sociais alicerçadas na cultura popular local, ressignificando o conceito e a função da cultura popular na sociedade.

O projeto é uma ação inovadora que representa a aspiração dos agentes do seguimento artístico de cultura popular, levando em consideração a relevância histórica das manifestações populares e sua diversidade étnica, para a construção de uma identidade cultural legítima e intransferível.

Propõe oficinas rítmicas e de adereços, que abordarão a música e o artesanato do Marabaixo e Batuque, dois movimentos artísticos culturais de matrizes africanas presentes no estado do Amapá e que têm como objetivo a formação de plateia para esses dois seguimentos.

OFICINA OCORRERÁ NA UNIFAP- CAMPUS BINACIONAL DIA 15/11/2018

A oficina de adereços terá a carga horária de 3 horas e acontecerá no dia 15 de novembro das 09h às 12h na UNIFAP – BR, sala D1. Serão trabalhadas técnicas de confecções de adereços como: bordado, colagem, flores, etc. Ao final os adereços serão utilizados para comporem o cortejo da oficina rítmica. Serão 15 vagas para participantes com faixa etária a partir de 16 anos.

A oficina rítmica terá a carga horária de 3 horas e acontecerá no dia 15 de novembro das 17 às 19h na UNIFAP – BR, sala D4. Será trabalhado a iniciação musical através dos conhecimentos básicos de: pulsação, desassociação das mãos, células rítmicas, letras e melodias do Marabaixo e do Batuque. Ao final, será realizado um pequeno cortejo com os participantes tocando os instrumentos estudados. São ofertadas 40 vagas para participantes com faixa etária a partir de 7 anos. Obs. Crianças terão que estar acompanhadas dos responsáveis.

AS INSCRIÇÕES SERÃO FEITAS NO LOCAL

OS MEMBROS

Adelson Ramos (Adelson Preto) é Coordenador Geral do projeto Banzeiro do Brilho de Fogo. É cantor e compositor da cultura popular, nascido no Curiau, traz consigo a realidade e musicalidade de um povo que carrega a responsabilidade de não deixar morrer suas tradições e identidade cultural. Cantor membro da banda de músicas de fronteira Afro- Brasil –AP. Adelson Preto canta e conta através das suas composições sua história e de seu povo.

Paulinho Bastos é membro do Banzeiro e acadêmico do curso de licenciatura em teatro da UNIFAP, músico, compositor e cantor, trabalhou como professor de teoria musical, canto coral e piano na Escola de Música Walquiria Lima nos anos de 2011 a 2015. Ao longo dos seus 30 anos de música, participou de muitas atividades ligadas a cultura popular à música popular e música erudita. Ministrou oficinas de Marabaixo em: Manaus (AM), Boa Vista (RR) e Rio Branco (AC) pelo projeto Zulusa (Patrícia Bastos) no programa Amazônia Cultural 2013, Centro Cultural Cachoeira (SP), Chalé das Artes-Tatuí (SP), na escola de música de Tatuí (SP), UNICAMP (SP), Escola de Música Walquíria Lima (AP) 2017 e UEAP 2017.

Melissa Bastos é artesã amapaense coordenadora das oficinas de adereços e responsável pela identidade visual do projeto do Banzeiro do Brilho-de-Fogo, desde sua criação (2013- 2018), já teve seu trabalho exposto em salões como Casa do artesão – AP, SESC- AP, Dolle – França, Senhor Brasil – TV Cultura -SP onde está exposto até hoje no cenário do programa, Amapá em Cantos –SP, Feira de Turismo -SP (casa do artesão-AP) além de ilustrar a capa do CD da grande cantora amapaense Oneide Bastos. Fez cursos livres que a habilitaram à pratica do artesanato com: confecção de boneca de Pano (1982 SP) curso de bijuteria (1985 SP) Papel vegetal (1987 SP) confecção de chapéu (1989 SP) bordado (1997 RN). Na edição do Macapá verão de 2015 ministrou um curso de bonecas de feltro (CEU das artes), estação Lunar 2017 (identidade visual do norte) curso de artesanato pelo Banzeiro (2014-2018 Banzeiro do brilho-de-fogo).

RETIFICAÇÃO 01/11/2018 – Divisão de Serviço Psicossocial da PROEAC/ UNIFAP

logo-oficial-unifap4

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ

PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E AÇÕES COMUNITÁRIA

DEPARTAMENTO DE AÇÕES COMUNITÁRIAS E ESTUDANTIS

RETIFICAÇÃO 01/11/2018

logo 2

A Divisão de Serviço Psicossocial da PROEAC/ UNIFAP estará realizando atendimento de 06 a 08 de novembro de 2018 e convida os Estudantes Beneficiários de Bolsas e Auxílios de Assistência Estudantil e Os Alunos Calouros do Campus Binacional. Na ocasião ocorrerá:

  1. Entrevista com 26 acadêmicos, sendo INDÍGENAS e QUILOMBOLAS para fins de concessão de Auxílio Emergencial (conforme lista anexo);
  2. Reunião com alunos calouros – apresentação da Política de Assistência Estudantil – O que é? Quais são as ações? Como ter acesso? Quais os critérios de permanência? ;
  3. Atendimento aos estudantes desligados de Bolsas/Auxílios que foram desligados e que entraram com recurso. (conforme lista anexo) e PLANTÃO TIRA DÚVIDAS.

 Em anexos:

  • Cronograma das atividades a serem desenvolvidas;
  • Relação dos discentes a comparecer para atendimento psicossocial em 08/11/2018;
  • Agenda do dia 06/10/2018 de entrevista dos Indígenas e Quilombolas da Unifap Binacional.

 Informamos que sua presença é imprescindível.

AGENDA_DO_ACOMPANHAMENTO 01.11.18

AGENDA ENTREVISTA INDÍGENA 01.11.18

PLANEJAMENTO_VIAGEM_BINACIONAL_DACE 01.11.18