INTERNACIONALIZAÇÃO: Unifap assina acordo de cooperação com Suriname

IMG-20151119-WA0014  IMG-20151120-WA0013  IMG-20151119-WA0006  IMG-20151118-WA0009

A Universidade Federal do Amapá (Unifap) e a Universidade Anton de Kom, do Suriname, assinaram na semana passada um acordo de cooperação técnica com o objetivo de promover projetos de ensino e de pesquisa conjuntos entre as duas instituições. A partir do ano que vem, as relações entre as duas universidade serão estreitadas por meio do intercâmbio entre professores e ações conjugadas no Amapá e no país sul-americano.      

Segundo a reitora da Unifap, profª Eliane Superti, a viagem ao Suriname é mais uma etapa de consolidação do projeto de internacionalização da instituição. “Estamos focando os países das regiões conhecidas como Platô das Guianas e Amazônia Caribenha – esta última englobando Venezuela, Guiana Francesa, Suriname e Guiana – por conta da aproximação geográfica com o Amapá e as similaridades entre as realidades desses países com o nosso estado. A intenção, ainda, é inserir a lógica internacional no campus Binacional do Oiapoque, estimulando projetos principalmente entre as instituições de ensino desses países e o campus“, explica.

O pró-reitor de Relações Interinstitucionais, Paulo Gustavo Pellegrino Correa, avalia que a viagem foi extremamente positiva. “Todos os contatos feitos, não só com a universidade do Suriname, mas também com outras institucionais locais como o Ministério da Educação, o escritório das Nações Unidas, a Embaixada do Brasil e o Centro Cultural Brasil-Suriname, ligado á embaixada brasileira, irão possibilitar que entremos no próximo ano com a construção de projetos que vão adensar não só as relações da Unifap com a universidade do país, como também do Brasil com o Suriname”, afirma.

IMG-20151119-WA0011  IMG-20151118-WA0015  IMG-20151119-WA0010  IMG-20151119-WA0012

Acordos

A mobilidade acadêmica é um ponto central no acordo de cooperação. Em 2016, será lançado um edital que selecionará dois professores da instituição para desenvolverem, pelo período de um mês, atividades de pesquisa e ensino no Suriname. E dois docentes da Universidade Anton de Kom virão a Unifap. A mobilidade estudantil será também contemplada em editais futuros.

A universidade também fechou acordo com o Ministério da Educação do Suriname para assessorar a implementação de uma licenciatura em Língua Portuguesa com o objetivo de ofertar o português como língua optativa no ensino médio do Suriname.   

Com o Centro Cultural Brasil-Suriname, ligado à Embaixada do Brasil naquele país, a proposta é que a Unifap promova treinamentos aos professores do centro cultural, no intuito de incentivar o aprendizado da língua portuguesa e a disseminação da cultura brasileira.  

A delegação da Unifap, composta pela reitora Eliane Superti, pelos pró-reitores de Relações Interinstitucionais, Paulo Gustavo Pellegrino Correa, e de Extensão e Ações Comunitárias, Rafael Pontes Lima, e pelos professores Caio Fernandes, Hilton Aguiar  e Iuri Cavlak, respectivamente dos cursos de Farmácia, Ciências Biológicas e História, foi recebida pelo ministro da Educação do Suriname, Robert Péneux, e pelo embaixador do Brasil, Marcelo Baumbach.

IMG-20151120-WA0021  IMG-20151118-WA0006  IMG-20151120-WA0015  IMG-20151119-WA0009

 

EMPRÉSTIMOS DE LIVROS NA BIBLIOTECA BINACIONAL

A partir de 17 de novembro de 2015, os empréstimos de livros na Biblioteca Binacional passaram a ser efetuados via Sistema Integrado de Gestão Universitária (SIGU), o que deu celeridade no atendimento aos usuários que emprestam livros na biblioteca. Trata-se de um projeto piloto que brevemente será implantado nos demais Campi da Universidade Federal do Amapá (UNIFAP).

Com a plataforma todos os empréstimos, renovações e devoluções ficarão registradas no SIGU o que permitirá um maior controle sobre a saída e retorno dos livros. O sistema também permitirá que o usuário fique com uma via de empréstimo, impresso a partir do SIGU, com todas as informações da operação. Já nas próximas semanas será liberado no site da UNIFAP o link atualizado e sem exigência de login, onde se poderá consultar as obras bibliográficas disponíveis para empréstimos e consultas na Biblioteca Binacional. Até data a citada acima, os empréstimos ocorriam em fichas, o que demandava mais tempo para o atendimento.

 

Projeto de Pesquisa de Perfuração Marítima em Águas Profundas na Bacia da Foz do Amazonas

Convidamos a todos para a palestra “Projeto de Pesquisa de Perfuração Marítima em Águas Profundas na Bacia da Foz do Amazonas” a ser ministrada pelo Gerente de SMS & Política Industrial da Total E&P do Brasil Ltda. Claudio Henrique M. Costa, no dia 27/11/2015 às 9 horas no auditório do Anexo (Colares) do Campus Binacional da UNIFAP.

OPORTUNIDADE DE BOLSA PARA ESTUDANTES INDÍGENAS

Todos os anos o Programa Hilfsfonds, projeto de responsabilidade social da editora Springer, escolhe um país ou região para distribuir uma bolsa com o objetivo se de incentivar estudantes com dificuldades financeiras a continuar seus estudos. Para mais informações sobre a Springer, por favor acessehttp://www.springer.com/br/. Para saber mais sobre o programa Hilfsfonds, acesse:http://www.springer.com/gp/about-springer/social-engagement/social-responsibility.

Em 2015, o Brasil foi escolhido como país agraciado pelo Hilfsfonds. Sabendo da diversidade cultural do nosso país, o comitê organizador do projeto definiu como alvo desta campanha pessoas advindas de comunidades tradicionais brasileiras (conforme definido pelo Ministério do Desenvolvimento Social), dentre os quais incluem-se povos indígenas, quilombolas, extrativistas, ribeirinhos, caboclos, dentre outros. Deste modo, este projeto visa distribuir um valor total de EUR 35.000,00 a até quatro candidatos, para fins de auxílio estudantil, incluindo tanto gastos diretos (taxas de inscrição, material escolar, equipamentos), quanto indiretos (moradia, transporte, alimentação, etc.).

Pré-requisitos para os candidatos

Como pré-requisitos, os candidatos devem apresentar as seguintes características:

  1. Ser proveniente de comunidade tradicional, conforme definido pelo MDS.
  2. Ser cidadão brasileiro e residente no Brasil.
  3. Estar aceito ou cursando curso de graduação ou pós-graduação.
  4. Estar em situação de vulnerabilidade social.
  5. Ter cursado ensino fundamental e médio em instituição pública.

Inscrições

Para validarmos as inscrições, precisamos que cada candidato encaminhe a seguinte documentação:

  1. Carta de intenções escrita pelo candidato. Essa carta deve ressaltar: sua história pessoal, envolvimento em atividades comunitárias, o porquê da necessidade de receber a bolsa, descrição do uso que fará da bolsa e o diferencial que a bolsa trará para a comunidade à qual pertence.
  2. Comprovação de inscrição em instituição de ensino superior acreditada.
  3. Ficha de inscrição (anexo).
  4. Documentação para comprovação de relação à comunidade tradicional. Este não é um item obrigatório da inscrição, mas nos auxiliará a verificar a autenticidade da relação dos candidatos inscritos com a comunidade tradicional que alegam pertencer. Isso nos auxiliará a garantir que apenas candidatos verdadeiramente pertencentes às comunidades tradicionais em questões venham a receber o auxílio dado pelo Hilfsfonds. Para tanto, itens como cartas de recomendação, certificados ou documentos de outras ordens, emitidos por ONGs, líderes comunitários, departamentos públicos, instituições de ensino, pastorais, entidades religiosas ou outras instituições são válidas.

O prazo de inscrição encerra-se em 30 de setembro de 2015 e o resultados serão divulgados em 15 de outubro de 2015. O valor total da bolsa (35.000 EUR) será dividido igualmente entre os candidatos, que receberão a bolsa em três parcelas, em dezembro de 2015, 2016 e 2017. A liberação da bolsa em 2016 e 2017 estará sujeita a aprovação de um tutor, membro do comitê do Hilfsfonds, que acompanhará o bolsista ao longo desses três anos, com a preocupação principal que verificar a continuidade dos estudos do bolsista.

Para inscrição, todos os documentos devem ser enviados para Gabriel Pires (Gabriel.Pires@Springer.com), com cópia para Hilfsfonds.Brasil@Springer.com.

FICHA DE INSCRIÇÃO: Hilfsfond 2015 – ficha de inscrição

MESTRADO PROFISSIONAL EM LINGUÍSTICA E LÍNGUAS INDÍGENAS (PROFLLIND) ABRE PROCESSO SELETIVO

O Mestrado Profissional em Linguística e Línguas Indígenas (PROFLLIND) divulga o EDITAL nº 269/2015 relativo à abertura do processo seletivo para o preenchimento de vagas no Curso, para o ano letivo de 2016. O referido Edital será publicado no Boletim da UFRJ, do dia 10/09/2015, e no DOU no próximo dia útil.

As inscrições estarão abertas de 14 de setembro a 02 de outubro de 2015, podendo ser realizadas via correio, e-mail ou, pessoalmente, na Secretaria do Setor de Linguística do Museu Nacional/UFRJ.
O curso é gratuito e oferecerá 20 (vinte) vagas, das quais 70% (14 do total de 20) serão reservadas, a título de ação afirmativa, a candidatos autodeclarados indígenas no ato da inscrição. Aqueles que não se autodeclararem indígenas no ato da inscrição concorrerão às demais vagas, que não são objeto de reserva.

O processo seletivo será realizado em três etapas, a saber:
(I) Análise dos Históricos Escolares e dos Currículos.
(II) Análise dos planos de trabalho/projetos.
(III) Defesa de carta de intenções/memorial.
As três etapas do processo seletivo ocorrerão entre outubro e novembro de 2015.
Destaca-se que, para a terceira etapa (a defesa de carta de intenções/memorial), serão chamados 32 (trinta e dois) autodeclarados indígenas e os 8 (oito) não autodeclarados indígenas com maior pontuação dentre os que tiverem obtido pelo menos 40% dos pontos das etapas iniciais. O início das aulas está previsto para o dia 07 de janeiro de 2015.
Para maiores informações sobre o PROFLLIND e para efetuar as inscrições, os interessados podem acessar o seguinte endereço: