0

CURSO DE FORMAÇÃO DE PILOTOS EM OIAPOQUE

Realizado entre os dias 24 e 28 de março em Oiapoque, o Curso de Formação de Aquaviários/CPAQ-E e de condução e tripulação de embarcações do Estado. O curso foi ministrado pela Marinha Brasileira, referenciada pela Capitania dos Portos do Amapá, em parceria com a FUNAI/Oiapoque. Concluíram o processo de habilitação trinta representantes de lideranças indígenas e trinta servidores públicos da região. Na oportunidade, a UNIFAP habilitou um de seus servidores.

01 03 02

0

Palestrante Internacional Prestigia o Inicio do Semestre

No dia 07 de março de 2015, ocorreu no Auditório do Fórum Oiapoque  um evento acadêmico com  participação de pesquisadores internacionais. Este evento contou com a participação dos alunos dos 8 cursos do Campus.

Para celebrar o ato foi proferida uma palestra pelo o Profº Drº Stephane Granger com a temática Entre abertura e fechamento, a ponte  do Oiapoque como símbolo das relações entre o Brasil e a Guiana Francesa”. Na ocasião, destaca-se a presença de pesquisadoras holandesas da University of Amsterdam, de pesquisadores do Observatório Homem-Meio Ambiente (OHM)Brasil-Guiana Francesa, entre professores e pesquisadores do Campus Binacional.

O evento foi uma promoção do Colegiado de História, coordenado pelo o Professor Dinaldo Barbosa e apoiado pela Coordenação do Curso de História e pela direção do Campus, representado pelo Senhor Paulo Roberto Miranda.

Ainda, os alunos que participaram do Evento vão receber Certificado para creditar como Atividade Acadêmica Complementar. Este estará disponível na Coordenação de História a partir do mês de Abril, sob a responsabilidade do Vice Coordenador Petrucio de Farias.

IMG-20150309-WA0007 IMG-20150309-WA0020 IMG-20150309-WA0021

0

Projeto de Ensino de Arqueria chega à aldeia do Uaçá

Sob a coordenação do Professor Dr. Jadson(Curso de Arquitetura do Campus Marco Zero), chega a terra indígena Uaçá proposta de atividade extensionista que visa à identificação e o treinamento de atletas no esporte de Arqueria. O projeto de extensão já atende professores, técnicos, alunos da universidade e membros da comunidade em Macapá. A prática foi apresentada na semana passada aos Karipuna da aldeia Manga, no portal de entrada da Terra Indígena Uaçá. A consulta foi realizada com a intenção de que extensionistas habilitados entrem em área, a fim de realizar diálogo de saberes entre ás técnicas de arco indígena; olímpico; inglês e mongol, além de identificar e monitorar os participantes dos jogos indígenas.

ARCO 01 ARCO 02 ARCO 03

0

ASSEMBLEIA DOS POVOS INDÍGENAS DO OIAPOQUE

Realizada entre 26 e 28 de fevereiro na Terra Indígena Galibi, a XXIII Assembleia de Avaliação dos Povos Indígenas do Oiapoque. O Conselho de Caciques do Oiapoque/CCPIO realizou o evento com o intuito de avaliar ações e políticas promovidas e recebidas pelos povos das Terras Indígenas Juminã, Galibi e Uaçá. No decorrer de três dias foram avaliadas as ocorrências do ano de 2014 nas áreas de Saúde, Educação, Gestão Ambiental e Proteção Territorial, Etnodesenvolvimento e Assuntos Transfronteiriços. Ao comentar ás perspectivas de exploração de petróleo em área limítrofe ao vale do Uaçá, o Padre Nello Rufaldi(Coordenador Geral do CIMI em Oiapoque) afirmou que a sociedade brasileira ainda “não engoliu” as conquistas auferidas pelos povos indígenas em todo o país a partir da constituição de 1988. Padre Nello entende que é preciso estar atentos e mobilizados porque o que estamos testemunhando é o movimento de reação às conquistas políticas e territoriais dos indígenas, do qual Belo Monte é maior exemplo. Coordenados pela Professora Cilene Campetela, professores do Curso de Licenciatura Intercultural Indígena/CAMBinacional participaram dos trabalhos. Na oportunidade, Campetela conseguiu a anuência da assembleia para empreender mudanças no Vestibular Indígena 2015.

 ASSEMBLEIA 01 ASSEMBLEIA 02 ASSEMBLEIA 03 ASSEMBLEIA 04 ASSEMBLEIA 05 ASSEMBLEIA 06