0

SEMANA NACIONAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO ESTADO DO AMAPÁ

Logo_MULTIP

A Semana Nacional de Ciência e Tecnologia – SNCT – foi estabelecida pelo Decreto de 9 de Junho de 2004. Ela é realizada sempre no mês de outubro sob a coordenação do MCTIC, por meio da Coordenação-Geral de Popularização e Divulgação da Ciência (CGPC/SEPED) e conta com a colaboração de secretarias estaduais e municipais, agências de fomento, espaços científico-culturais, instituições de ensino e pesquisa, sociedades científicas, escolas, órgãos governamentais, empresas de base tecnológica e entidades da sociedade civil. A SNCT tem o objetivo de aproximar a Ciência e Tecnologia da população, promovendo eventos que congregam centenas de instituições a fim de realizarem atividades de divulgação científica em todo o País. A ideia é criar uma linguagem acessível à população, por meios inovadores que estimulem a curiosidade e motivem a população a discutir as implicações sociais da Ciência, além de aprofundarem seus conhecimentos sobre o tema. O período oficial da 14ª SNCT vai de 23 a 29 de outubro de 2017.

“A Matemática está em tudo” é o tema escolhido para a 14ª edição da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT). A escolha baseia-se no fato de que a Olimpíada Internacional de Matemática e o Congresso Internacional de Matemáticos acontecem pela primeira vez no Brasil. Juntos, eles formam o Biênio da Matemática 2017-2018 e reforçam a SNCT 2017.

No Estado do Amapá, a Universidade Federal do Amapá – UNIFAP, em parceria com a Universidade do Estado do Amapá – UEAP, com o Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Estado do Amapá – IEPA, com a Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia do Amapá –  SETEC e outras instituições realizam entre os dias 23 a 27 de Outubro de 2017 a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia – SNTC integrada à:

  •  1ª Feira de Orientação Vocacional – I FOV
  • Ao 6º Congresso Amapaense de Iniciação Científica da UEAP, UNIFAP e IEPA
  • Ao Dia C da Ciência
  • E ao I Seminário de Projetos de Pesquisa e Extensão em andamento do Campus Binacional de Oiapoque: Ciência e Ações Comunitárias na Fronteira

 

Segue abaixo a programação Oficial

 

PROGRAMAÇÃO UNIFAP MARCO ZERO

PROGRAMAÇÃO UNIFAP OIAPOQUE

PROGRAMAÇÃO UNIFAP SANTANA

ABERTURA DO DIA C DA CIÊNCIA

VI CONGRESSO DE IC – 2017

I FEIRA DE ORIENTAÇÃO VOCACIONAL  

0

Fórum de Pró-reitores discute avaliação e estratégias de crescimento da Pesquisa e da Pós-Graduação no Norte Brasileiro

                                                                         27.09.2017_FOPROP_-_Foto_Alexandre_de_Moraes_site_2-373x212

Com a temática, “A Pesquisa e a Pós-Graduação no Norte brasileiro: avaliação e estratégias de crescimento”, ocorreu o Encontro Regional do Fórum de Pró-reitores de Pesquisa e Pós-graduação – Região Norte (FOPROP), no último dia 27 de setembro, no auditório da Reitoria da UFPA. O evento contou com a presença do pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da Universidade Federal do Amapá- UNIFAP, professora Helena Cristina Guimarães Queiroz Simões e de pró-reitores de universidades públicas e privadas, além de representantes de instituições de pesquisa da região Norte, como IEC, MPEG e INPA. Com o objetivo de debater problemas em comum entre as instituições, o encontro consistiu em debates e palestras.

                   27.09.2017_FOPROP_-_Foto_Alexandre_de_Moraes_site_4-746x423

Programação – Pela manhã, o Fórum recepcionou os convidados e deu início a palestra “Histórico das políticas de fortalecimento da Pesquisa e Pós-graduação na Região Norte”, ministrada pelo professor Rômulo. Após um momento de discussão, o representante da Capes, Tarcísio Teixeira Alves Jr., da Diretoria de Programas e Bolsas no País (DPB), apresentou a palestra “O financiamento da Pós-graduação e a sua distribuição por Regiões”.

Durante a tarde, o evento teve continuidade com a apresentação da palestra “Balanço e recomendações para diminuição das assimetrias regionais e cumprimento das metas do PNPG 2011/2020 – Comissão Capes, com o professor Carlos Francês. Para finalizar, os presentes discutiram propostas para fundamentar a elaboração da “Carta do FOPROP Norte 2017” a ser encaminhada para o Encontro Nacional de Pró-reitores de Pesquisa e Pós-Graduação (ENPROP).

                                                                       27.09.2017_FOPROP_-_Foto_Alexandre_de_Moraes_site_5-373x212

Objetivos – Os encontros regionais do Fórum antecedem o ENPROP. Por isso, tem a meta principal de debater os problemas que serão apresentados no Encontro Nacional. A coordenadora do FOPROP (Regional Norte), professora  Helena Cristina Guimarães Queiroz Simões, explica: “o encontro é um importante momento para compartilharmos realidades vividas pelas instituições de ensino, bem como para propor estratégias de crescimento e conjunto”.

Segundo o pró-reitor de Pesquisa e Pós-graduação da UFPA, professor Rômulo Angélica, tanto o Fórum como esses encontros têm um papel decisivo em termos da definição das políticas e das formas de pressionar os órgãos para liberação de recursos. Adicionalmente, tem um papel fundamental na diminuição das assimetrias do Sistema Nacional de Pós-graduação.

Texto adaptado de Alice Palmeira – Assessoria de Comunicação da UFPA
Fotos: Alexandre de Moraes

0

PROPESPG apoiou pesquisadores da UNIFAP em publicação de artigos científicos

No ano de 2016, a PROPESPG publicou o edital 024 , Programa Institucional de Apoio a Publicação – PROPUBLIC, que apoia em forma de ressarcimento, professores que publicaram artigos qualificados em revistas nacional e internacionalmente reconhecidas. O valor destinado ao apoio foi de 30 mil reais, e o edital possuía inscrição com fluxo continuo. 

Na lista abaixo seguem os docentes pesquisadores e os valores repassados originários do PROPUBLIC. 

RESULTADO PROPUBLIC

0

Visita PROFNIT 2017

A Universidade Federal do Amapá – UNIFAP, recebeu nos dias 27 e 28 de junho a visita de três especialistas do Mestrado Profissional em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para Inovação – PROFNIT, os professores Graça Ferraz, Marcelo Farid e Irineu Frey, para avaliar a proposta de adesão à Rede,  juntamente com a UNIFESSPA.

014

O encontro foi dividido em quatro etapas, os quais no primeiro momento participaram as Pró-Reitoras de Pesquisa e Pós-Graduação da UNIFESSPA E UNIFAP, professora Fernanda Ferreira e professora Helena Simões e coordenadores da proposta professores Daniel Chaves e Raonei Campos.

WhatsApp Image 2017-06-30 at 00.41.58

WhatsApp Image 2017-06-30 at 00.41.59

O segundo momento, foi aberto aos professores sugeridos na proposta que poderão compor o quadro docente. Na sequencia dos encontros, foram convidados os parceiros institucionais, cujos órgãos possuem vinculação com o empreendedorismo, a pesquisa e a inovação no Amapá, como o SEBRAE, o IEPA, a FAPEAP, o SENAI, o IFAP e a UEAP.

011

015

Por fim, a visita foi encerrada com o encontro entre os avaliadores, a PROPESPG, o NITT, a UNIFESSPA e a Reitoria para os últimos encaminhamentos e refinamento da proposta.

06e402e5-27bf-461b-9146-865d08d74b59

0

Encontro reúne a primeira turma do Mestrado em Educação na Unifap

Mestrado em Educação

 

Reuniram-se, no último dia 15 de maio de 2017, docentes e discentes da primeira turma de Mestrado em Educação da Universidade Federal do Amapá – UNIFAP, cujo o objetivo foi compartilhar as orientações sobre o curso, além de realizar a apresentação dos orientadores e respectivos orientandos. O mestrado foi aprovado pela Capes em Janeiro de 2017 e inicia sua turma com 25 acadêmicos. 

0

Pró-Reitora de Pesquisa e Pós-Graduação recebe Senador Randolfe Rodrigues e coordenadores de Direito para organizar evento jurídico.

Foto evento jurídico

 

Com o objetivo de disseminar conhecimentos e fortalecer a classe acadêmica na área do Direito, a Universidade Federal do Amapá – UNIFAP realizará um Seminário de Direito, voltado à temática constitucional e eleitoral. O evento, previsto para junho de 2017, será realizado em parceria com o parlamentar, Centro de Ensino Superior do Amapá (Ceap) e apoiado pela CAPES e Ministério Público do Estado do Amapá (MP-AP). O encontro  é voltado para profissionais da área jurídica e acadêmicos de direito.

0

Pró-Reitora de Pesquisa e Pós-Graduação recebe Pesquisadores da área de Artes.

WhatsApp Image 2017-04-10 at 10.55.51

 

 

A Pró-Reitora de Pesquisa e Pós-Graduação, Professora Dra. Helena Simões, recebeu o Professor Dr. José Afonso Medeiros da Universidade Federal do Pará – UFPA e a Professora Dra. Maria Luisa Luz Távora da Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ por intermédio do Professor Dr. Joaquim  Netto, do Curso de Artes Visuais, na Universidade Federal do Amapá – UNIFAP, no último dia 06 de abril. A reunião tratou das expectativas para a pós-graduação e pesquisa em Artes, com previsão para oferta de uma especialização na área, a fim de consolidar o grupo de pesquisadores para futura proposta de Mestrado.

0

Seminário de Internacionalização das Instituições de Ensino Superior Brasileiras (IES)

WhatsApp Image 2017-03-17 at 11.36.58

 

A Pró-Reitora de Pesquisa e Pós-Graduação, Professora Dra. Helena Simões, participou no dia 14 de Março de 2017, na CAPES – Brasília, do Seminário “Internacionalização das Instituições de Ensino Superior Brasileiras (IES)”, que visou apresentar o novo Programa de Internacionalização da CAPES, denominado “Mais Ciência, mais desenvolvimento”, assim como tirou dúvidas acerca do instrumento de Dimensionamento das Necessidades para a internacionalização das IES brasileiras.

0

Seminário de Avaliação da Pós-Graduação

A Pro-Reitora de Pesquisa e Pós-graduação Professora Dra. Helena Simões, participou do seminário de Avaliação da Pós-Graduação Brasileira, ofertado pela Coordenação de Aperfeiçoamento do Pessoal de Nível Superior (Capes), órgão vinculado ao Ministério da Educação, realizada na quinta-feira, 16; Participaram pró-reitores de instituições de todo o Brasil, além de integrantes do Conselho Técnico-Científico da Educação Superior (CTC-ES).

“É uma reunião inédita”, disse o presidente da Capes, Abílio Baeta Neves, na abertura do seminário. “A intenção é que hoje sejam postas incompreensões e comentários, de forma a ser construído um relacionamento que nos leve a uma avaliação amplamente compreendida, seja nas áreas do conhecimento, seja dentro das universidades.”

De acordo com Neves, é importante criar espaços para a melhoria da comunicação. “De modo a tornar mais transparente as ações referentes à avaliação da pós-graduação.”

O presidente do Fórum de Pró-Reitores de Pesquisa e Pós-Graduação (Foprop), Joviles Trevisol, considera a avaliação como tema permanente na agenda dos pró-reitores. “O diálogo permite que abordemos temas que nos preocupam e que dúvidas sejam sanadas para que, assim, possamos atingir bons resultados”, afirmou. “Todos querem que seus programas sejam melhores, em prol de qualificar a pós-graduação brasileira. As expectativas são muito boas.”

O representante do CTC-ES, Paulo Jorge Parreira colocou o grupo à disposição para esclarecer dúvidas e tornar o processo mais claro e transparente. “O CTC é a instância, de alguma forma, decisória no que diz respeito à abertura de cursos novos e atribuição de notas”, disse. “Isso não é feito de uma forma distante da comunidade, muito pelo contrário, é extremamente próximo, à medida que são os nossos consultores, representantes da comunidade, que fazem parte das comissões para que as decisões sejam tomadas em conjunto.”

Durante o encontro, a titular da Diretoria de Avaliação (DAV) da Capes, Rita Barata, fez apresentação sobre o processo de análise de propostas de cursos e resultados de avaliação de propostas de cursos novos. Segundo ela, até 2007 havia uma tendência ascendente na quantidade de cursos novos aprovados. De 2007 a 2010, houve queda, em decorrência de revisão de critérios após a avaliação trienal e, após 2010, uma estabilização. Em 2013, quando houve nova avaliação, registrou-se mais uma queda. “Portanto, a diminuição de propostas aprovadas não tem relação com orçamento, mas com a revisão de critérios e com o aumento de propostas de baixa qualidade. O fomento é posterior à recomendação.”

A diretora destacou que há equilíbrio na recomendação de propostas por região: “Não temos nada contra ou a favor de qualquer região; avaliamos cada proposta, cada programa e estamos preocupados com a qualidade dos cursos”.

A avaliação do Sistema Nacional de Pós-Graduação, na forma como foi estabelecida a partir de 1998, é orientada pela Diretoria de Avaliação e realizada com a participação da comunidade acadêmico-científica por meio de consultores ad hoc. A avaliação é atividade essencial para assegurar e manter a qualidade dos cursos de mestrado e doutorado no país.