LABINVERT

LABINVERT            

O Laboratório de Zoologia de Invertebrados (LABINVERT) teve seu funcionamento efetivado com a contratação do Professor Mestre Alexandre Souto Santiago, em Setembro de 2005, estando em pleno funcionamento desde então.

            O LABINVERT tem como objetivo principal, pesquisar a diversidade biológica de invertebrados terrestres e aquáticos pertencentes à fauna Amazônica, em especial àquela do Amapá.

            Além disso, o LABINVERT tem como objetivos secundários:

Ø  Dar suporte às pesquisas básicas para melhor qualificação dos alunos de graduação e futuramente, pós-graduação;

Ø  Auxiliar no desenvolvimento de produtos originados através de pesquisas aplicadas;

Ø  Desenvolver estudos sobre a ecologia de comunidades biológicas do Amapá e das respostas dessas comunidades diante dos impactos causados aos ambientes onde as mesmas habitem;

Ø  Desenvolver atividades de apoio ao ensino (fundamental, médio e superior);

Atualmente, o LABINVERT conta com uma equipe formada por:

Ø  Um (01) Professor com mestrado em BIOECOLOGIA AQUÁTICA e concentração em ECOLOGIA DE COMUNIDADES DE INVERTEBRADOS AQUÁTICOS;

Ø  Sete (07) acadêmicos da graduação em Ciências Biológicas desenvolvendo pesquisas relacionadas à Fauna de Invertebrados Terrestres de Ambientes Naturais do Amapá e de Invertebrados Bentônicos usados como bioindicadores de qualidade ambiental.

 

2)ATIVIDADES DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO:

            O LABINVERT tem atuado na elaboração de:

·         Sete (07) Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC) – Concluídos;

·         Pesquisas de Iniciação Científica, com 7 projetos em andamento.

            As principais Linhas de Pesquisas Desenvolvidas pelo LABINVERT são:

1.      FAUNA DE INVERTEBRADOS TERRESTRES DA ÁREA DE PROTEÇÃO AMBIENTAL DO RIO CURIAÚ;

·         Principais Grupos Estudados: Archnida, Orthoptera, Odonata, Lepidoptera, Hymenoptera, Coleoptera, Gastropoda, Miriapode, Diptera.

·         Principais Linhas de Pesquisa:

·         Invertebrados Peçonhentos da APA do rio Curiaú, Causadores de Acidentes com Humanos em Macapá/AP

·         População de Migalomorfas (Araneae – Mygalomorphae) da APA do Rio Curiaú.

 

2.      FAUNA DE INVERTEBRADOS TERRESTRES DO CAMPUS MARCO ZERO – UNIFAP;

·         Principais Grupos Estudados: Lepidoptera, Odonata, Arachnida, Orthoptera; Arachnida.

·         Novos Achados: Onychophora (ainda não classificado).

3.      BIOMONITORAMENTO DE AMBIENTES AQUÁTICOS DULCÍCOLAS.

·         Linhas de Pesquisa:

·         Estrutura da Comunidade de Macroinvertebrados Bentônicos de lagos temporários em Macapá/AP;

·         Estrutura da Comunidade de Dípteras de lagos temporários em Macapá/AP;

·         Diversidade Populacional de Quironomídeos de lagos temporários em Macapá/AP;

3)OUTRAS LINHAS DE PESQUISA:

v  Projeto Elesbão: Pesquisa Socioambiental da Comunidade do Elesbão, Santana/AP – Observação dos Aspectos Biológicos do Ambiente.