COMUNICADO DE DEDETIZAÇÃO

COMUNICADO

 

COMUNICAMOS QUE POR MOTIVO DE DEDETIZAÇÃO, TODAS AS ATIVIDADES REALIZADAS NO NAI, ESTÃO SUSPENSAS. RETORNANDO COM AS ATIVIDADES SOMENTE NO DIA 06.05.2019. 

 

                                                                                                                                                                                                                          Coordenação NAI.   

 

 

Acadêmicos do curso de ciências biológicas realizam trabalho acadêmico, adaptado para deficientes visuais, no ensino de Zoologia dos vertebrados.

Acadêmicos do curso de ciências Biológicas estiveram no dia 25/03/2019 no Núcleo de Acessibilidade e Inclusão -NAI, realizando a impressão em Braille de palavras que irão compor trabalho acadêmico, referente a um  modelo didático adaptado para deficientes visuais no ensino de Zoologia dos vertebrados, da disciplina de Zoologia III. 

Na foto estão Cássio Martins Lobato, Iracy  Nunes Soares, Késia Silva da Cunha e Richelle Barbosa Barros. Não consta na foto, mas o Pirógrafo foi adriano Baliero.

Reunião com a Coordenadoria de Acessibilidade e Mobilidade Urbana – Macapá Inclusiva

No dia 27.06.2018, às 09 h, a equipe do Núcleo de Acessibilidade e Inclusão – NAI/PROEAC/UNIFAP, representado pela Técnica em Assuntos Educacionais Myryan Sylvia Sousa de Almeida participou da reunião na coordenadoria de Acessibilidade e Mobilidade Urbana – Macapá Inclusiva, com os representes dos movimento das pessoas com deficiência CDDP, OAB/AP e AMAD para discutir a importância do profissional de apoio pedagógico nas atividades da vida diária de alunos com deficiência e o impacto do Projeto de lei n 278/2016 de autoria do senador Romário que altera as artigos 3° e 28° da   Lei Brasileira de Inclusão  que limita  a contratação  do cuidador e faculta a o ônus dessa contratação  ao poder público.

 

WhatsApp Image 2018-06-27 at 20.51.33

 

A partir dos encaminhamentos discutidos na reunião, o Núcleo de Acessibilidade e Inclusão da Universidade Federal do Amapá continuará a parceria com a equipe técnica coordenadoria de Acessibilidade e Mobilidade Urbana – Macapá Inclusiva.

Mais informações: naiinclusao39@gmail.com

 

Postagem: NAI/PROEAC/UNIFAP.

0

NAI com Você: AÇÃO INSTITUCIONAL NO CURSO DE CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO

No dia 24.05.2018, a equipe do Núcleo de Acessibilidade e Inclusão – NAI/PROEAC/UNIFAP, representada pela servidora técnica-administrativa, Myryan Sylvia Sousa Almeida (Técnica em Assuntos Educacionais), realizou, em conjunto com a Profa. Dra. Leila Rodrigues Feio, Coordenadora do Núcleo de Acessibilidade e Inclusão – NAI, ação institucional no Curso de Ciências da Computação, tendo como objetivo apresentar os serviços do Núcleo e do Projeto SAPE aos acadêmicos do curso; bem como tecer considerações sobre a relação professor-aluno e aluno-aluno na perspectiva da Educação Inclusiva.

 

WhatsApp Image 2018-05-29 at 09.37.29 WhatsApp Image 2018-05-29 at 09.38.22

Créditos das fotos: Equipe NAI/PROEAC/UNIFAP

Como o interesse dos acadêmicos fora significativo, na ocasião, outros desdobramentos dessa ação serão realizadas – à Coordenação, aos docentes e aos demais setores da UNIFAP,visando assim à melhoria do ensino em curso de graduação – em conformidade com as políticas educacionais; e principalmente, a Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva (MEC, 2008)*.

*Saiba mais em: portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=16690-politica-nacional-de-educacao-especial-na-perspectiva-da-educacao-inclusiva-05122014&Itemid=30192

Acesso em 29.05.2018

Postagem: Equipe NAI/PROEAC.

0

Atletas da UNIFAP conquistam 12 medalhas nos Jogos Paralímpicos Universitários 2018

A equipe do Núcleo de Acessibilidade e Inclusão, vinculado à Pró-Reitoria de Extensão e Ações Comunitárias da Universidade Federal do Amapá – UNIFAP parabeniza os atletas e estudantes: Segilma da Silva Miranda – (Medalhas de Bronze no arremesso de peso, Ouro no lançamento de disco e Prata no lançamento de dardo), Olemax  Nogueira Duarte – (Medalhas de Prata no arremesso de peso, Bronzes nos lançamento de dardo e disco), Siulan Silva Freitas – (Medalhas de Prata no lançamento de disco, Bronzes no arremesso de peso e no lançamento de dardo) e Yndiraima Alessandra Santos da Cunha – (Medalhas de Ouro no lançamento de disco, Ouro no lançamento de dardo e Ouro no arremesso de peso) pelas conquistas de 12 medalhas nos Jogos Paralímpicos Universitários, que ocorreram no período de 9 e 12 de maio, em São Paulo.

Os atletas medalistas são estudantes dos Cursos de Graduação de História, Geografia, Ciências Sociais e Direito da UNIFAP/Campus Marco Zero do Equador.

foto4foto5foto3Foto 2

foto1

                                                         Crédito da Fotos: Arquivo Pessoal dos Atletas, 2018.

O evento foi organizado Comitê Paralímpico Brasileiro – CPB, Confederação Brasileira do Desporto Universitário – CBDU e do Ministério do Esporte – ME, com apoio do Governo do Estado de São Paulo e do Conselho Federal de Educação Física (CONFEF). Conforme o site do Comitê Paralímpico Brasileiro (2018), “Os Jogos Paralímpicos têm sido sempre realizados no mesmo ano dos Jogos Olímpicos. Desde os Jogos de Seul, em 1988, também têm sido sediados no mesmo local. Em 19 de junho de 2001, foi assinado um acordo entre o Comitê Olímpico Internacional (COI) e o Comitê Paralímpico Internacional (IPC) que assegura esta prática para o futuro”.

Essa equipe de atletas é um orgulho para Comunidade Unifapiana e Amapaense!

Postagem: NAI/PROEAC.

0

NAI prestigia defesa de TCC das acadêmicas Margarete Lima e Françoise Lima

Em 24.04.2018, as acadêmicas Margarete Souza Lima (do curso de Ciências Sociais) e Françoise Lima (do curso de Pedagogia) defenderam o seguinte trabalho de conclusão de curso (TCC): “Educação Penitenciária e Educação Especial: Primeiras Aproximações”. Um trabalho pioneiro que teve como orientador o Professor Me. Almiro Alves de Abreu, do curso de Pedagogia da UNIFAP.

O trabalho surgiu dos questionamentos acerca de como está sendo ofertada a Educação Especial na Escola Estadual São José – localizada no interior do Instituto Penitenciário do Amapá (IAPEN). O mesmo fora avaliado pelas docentes, Profa. Dra. Eliane Leal Vasquez e Profa. Dra. Leila do Socorro Rodrigues Feio e obteve nota máxima.

Foto Mag

Crédito da foto: Sylvia Almeida

O Professor Me. Almiro Alves de Abreu é estudante de doutorado pelo Programa de Pós-Graduação em Educação (USP), mestre em Educação (UFSCAR), com especialização em Supervisão Escolar (UNIVERSO) e graduado em Pedagogia (UFPA). É professor de magistério superior (UNIFAP), atuando no ensino e pesquisa no Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia. Também atua no Grupo Políticas Públicas e Educação Inclusiva (UNIFAP/GPPEI), linha de pesquisa: políticas públicas para educação penitenciária. Tem experiência em pesquisa em educação, com ênfase nos seguintes assuntos: Sistema penitenciário amapaense, políticas educacionais, educação penitenciária.

As acadêmicas Françoise Lima e Margarete Lima (carinhosamente conhecida como Mag Lima) realizaram pesquisa de campo com entrevista semiestruturada com as professoras de Educação Especial da Escola Estadual São José/IAPEN. O tempo todo trabalharam em conjunto, comparecendo diversas vez ao NAI, para estudos.  A acadêmica Mag Lima, em especial, fora acompanhada pelo Núcleo, uma vez que possui baixa visão e fotofobia, necessitando de adaptações de material didático pedagógico para realizar leituras.

Cabe ressaltar que a acadêmica Mag Lima também foi uma protagonista à inclusão na UNIFAP, uma vez que sempre lutou por seus direitos – mas sem deixar de cumprir seus deveres. Além de ter auxiliado o NAI, diversas vezes (e ainda hoje, sempre que solicitada), em assuntos ligados à  educação inclusiva.

O NAI prestigiou a defesa de TCC das acadêmicas e mais uma vez, parabeniza-as pelo ineditismo do trabalho e esforço mútuo! A educação inclusiva é educação para todo(a)s!

Postagem: Equipe NAI/PROEAC/UNIFAP.